Orçamento para 2011 tem rombo de 360 milhões de reais

Informação foi repassada à equipe de transição pela Secretaria de Planejamento do governo Pedro Paulo

Após quatro dias de trabalho, o primeiro levantamento feito pela equipe de transição do governador eleito Camilo Capiberibe (PSB) baseado nas informações prestadas pelo governo atual, aponta que despesas no valor de R$ 360 milhões de reais do orçamento para o exercício de 2011 não tem recursos financeiros para serem honrados.

De acordo com o relatório preliminar repassado pela Secretaria de Estado do Planejamento, o orçamento de 2011 do Estado prevê R$ 305 milhões de reais para o pagamento de pessoal, encargos e programas sociais como o programa Renda Para Viver Melhor sem que haja previsão orçamentária.

No relatório consta ainda que o governo do Estado negociou o parcelamento das consignações recolhidas e não pagas em 2010 num valor total de R$ 67 milhões, dos quais 12 milhões serão pagos neste exercício. O restante, segundo o acordado com as instituições financeiras seria honrado em 2011. No entanto, não existem recursos previstos na LOA para o pagamento desta dívida para o ano que vem.

Para o economista, José Ramalho que faz parte da equipe de transição do governador eleito Camilo Capiberibe, o comprometimento do orçamento para o ano que vem implica na incapacidade de investimentos do Estado e pode ocasionar o colapso dos serviços públicos. Ramalho informa também que esses números não são definitivos podendo atingir um valor ainda maior. “Ainda estamos no inicio do levantamento das informações”, informou.( Eduardo Neves)

  • A Justiça precisa trabalhar rápido para julgar e se caso for condenar aqueles que desviaram milhões dos cofres publicos e exigir a devolução ou penhorar os bens desses para tentar recuperar uma aprte desse dinheiro para honrar as dividas do Estado, se não na sua totalidade pelo menos uma parte que seja.

    • Tb penso desta forma.Se a justiça não fosse tão morosa e injusta,tais recursos desviados, provavelmente já teriam voltado aos cofres públicos.

    • É o grande problema!! Bandidos da política brasileira, retornar dinheiro na integralidade aos cofres públicos?!
      Nunca vi, roubam e quando a justiça recupera sempre é muito pouco perto do que foi saqueado do suor de quem realmente trabalha para contruir o país.

  • Acredito que equipe ainda vai chegar nos serviços e compras material feito pelo governo que dever estar sem contrato e empenho logico,semple grande valor

  • É por isso que foram presos 4 secretários de saúde, 1 secretário de educação, 2 secretária de mobilização social, 1 ex-governador, 1 governador, lobista, emrpesários, servidores públicos e a família Góes/Dias quaese inteira.

  • PQP! Constataram o que já desconfiava a sociedade, estamos num mato sem cachorro.
    Infeliz Camilo, será crucificado até a morte , pelos leigos que não tem conhecimento claro de como funcionam as coisas, Lucas meu querido feliz é você que escapou! Camilo, agora mais que nunca tem de sentar com todo mundo e conversar, o estado precisa da soma de esforços pra sair da lama WALDEZ/P.PAULO.

  • 360 milhões???? Isso pouco. O rombo vai chegar perto de 1 bi. O Amapá estava – nos últimos anos – sendo governado por uma verdadeira quadrilha. Até a posse do novo governo ainda vai ter muita lambança.

    • kkk Vamos todos é plantar logo um pé de Curicaca em casa porque, só benzer de vez enquando não tá adiantando muito. Também acho que ainda tem muita coisa pra ser descoberta!

  • Este rombo, ou qualquer rombo já era prevísível. Nós sabíamos da farra do dinheiro público, porém pouco podíamos fazer porque os poderes estavam harmonizados, por assim dizer. O que nos resta agora é denunciar, fazer um dosiê e responsabilizar que embolsou todo o dinheiro que deveria inclusive salvar vidas. Não podemos deixar a impunidade prevalecer, portanto que os culpados sejam rigorosamente penalizados. E o dinheiro seja restituídos aos cofres públicos. Cadeia para as exceleências.

  • Isso tudo é revoltante, agora estamos vendo o atual governador colocar culpa na economia mundial. Esse tipo de palhaçada não cola mais, o resultado desse caos foi o roubo, desvio de dinheiro público, especialmente quando o Sr. Waldez Góes perdeu a noção do que era público e o que era privado. E o mais grave, é que fez toda essa lambança com o apoio do TJAP, AL, MP, TCE e da mídia corrupta. Sabem o que é mais desalentador? É que o governador eleito vai ter sentar e conversar com os mesmos caras que faliram o Estado do Amapá. Esparamos que o Camilo não seja enredado, assim como o fraco do Waldez se deixou enredar e fudeu com todos nós povo.

  • O BRASIL DE TODOS OS BRASILEIROS.
    Os homens responsáveis pelos brasileiros por UF.

    Norte

    Amazonas – Omar Aziz (PMN)
    Pará – Simão Jatene (PSDB)
    Rondônia – Confúcio Moura (PMDB)
    Roraima – Anchieta Júnior (PSDB)
    Amapá – Camilo Capiberibe (PSB)
    Acre – Tião Viana (PT)
    Tocantins – Siqueira Campos (PSDB)

    Nordeste

    Bahia – Jacques Wagner (PT)
    R. Grande do Norte – Rosalba Ciarlini (DEM)
    Paraíba – Ricardo Coutinho (PSB)
    Pernambuco – Eduardo Campos (PSB)
    Alagoas – Teotônio Vilela Filho (PSDB)
    Sergipe – Marcelo Déda (PT)
    Ceará – Cid Gomes (PSB)
    Maranhão – Roseana Sarney (PMDB)
    Piauí – Wilson Martins (PSB)

    Centro-Oeste

    Goiás – Marconi Perillo (PSDB)
    Mato Grosso – Silval Barbosa (PMDB)
    Mato Grosso do Sul – André Pucinelli (PMDB)
    Distrito Federal – Agnelo Queiroz (PT)

    Sudeste

    São Paulo – Geraldo Alckmin (PSDB)
    Rio de Janeiro – Sérgio Cabral (PMDB)
    Minas Gerais – Antonio Anastasia (PSDB)
    Espírito Santo – Renato Casagrande (PSB)

    Sul

    Paraná – Beto Richa (PSDB)
    Santa Catarina – Raimundo Colombo (DEM)
    Rio Grande do Sul – Tarso Genro (PT)

    fonte:Perspectiva Política.

  • Assim não da! Arrombaram a CEA e vamos ter que pagar energia mais cara? Não da! Vamos acabar com o desperdicio nos orgãos publicos. Isso é mais um assalto!Alguém sabe se os altos cargos da CEA, governo, etc, ja pagam energia das residências deles? Se souber diga aqui.

  • Eduardo, na relação do “Bloco da Armonia”, faltou citar a AOB\AP, entidade hipócrita que só defende os seus e abre o bocão pra falar em direitos humanos, a propósito, o prefeito anda escondidinho como se nada fosse com ele.

  • devemos no momento critico que esta vivendo o Estado do Amapá, mobilizar a sociedade, quando falo em mobilizar é todos todas as instituições séria deste Estado, para pedir a prisão de todos o envolvidos nessa roubalheira dos cofres publicos, porque todos nós cidadões de bem pagamos nossos impostos. Por isso sou afavor que se crie na assembleia legislativa do estado uma comissão de investigação para punir que deve ser punido.E ao Governador Camilo deixo meu abraço com pulso firme governe para o povo.

  • é amigos, o Camilo dizia que dava pra pagar tudo e fazer festa com o orçamento do Estado se não houver corrupção, e já começou o chorôrÔ.. Sem falar de que ele quer diminuir o valor da Regência de Classe dos Professores do Estao. Essa é a Mudança? o Rumo Novo?/ Não venha nos comprar com Notebook’s. Queremos Salários Maiores! Já Basta os 8 anos que passamos sem Progressão Funcional no Governo do Capiberibe pai.. Chega de desrespeito com a Educação!

  • O desemprego é humilhante para qualquer ser humano que se respeite. Pior do que isso, é ser empregado e não receber salários, porque aquele ainda pode fazer o chamado “bico” e defender o da “boia”. Este, coitado, além de não dispor do dinheiro, não conta com tempo para fazer bico. Isso é degradante, humilhante e reduz o ser humano à condição de escravo. Digo isso porque conheço pessoas que trabalham para prestadoras de serviços (caixinhas, coopeativas, empresas privadas)que contam com mais de três meses sem receber salários. Assim, espero que o novo e jovem Governador, que diz ser compromissado com o social, não utilize da velha desculpa de que as contas não foram feitas por ele, como aconteceu com seus antecessores para não pagar fornecedores do Estado na troca de governo. Maior do que isso, são os princípios da legalidade, da moralidade e da impessoalidade que regem a Administração Pública em qualquer das esferas e de seus níveis. Por outro lado, detectada qualquer fraude ou desvio de verba pública, praticada por quem quer que seja, basta acionar o MPEA para agir com rigorismo, afinal o Amapá já foi muito espoliado por diversos aventureiros que não tem compromisso e nem respeito para com o povo honesto que vive no Amapá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *