Obrigação de participar de bandeiradas é um atentado a dignidade humana

Prestadores de serviço de caixa-escolar, como merendeiras e pessoal de limpeza, depois de um dia inteiro de trabalho estão sendo obrigados a participar de bandeiradas.

Uma senhora, que tem problemas de saúde e que exerce cargo de confiança em uma secretaria de governo, me disse triste, ontem, que infelizmente nesse momento não pode entregar o cargo. E que está sendo obrigada, sem dó nem piedade, a ir balançar bandeiras nas atividades de campanha.

O negócio está tão sem noção, que as secretarias estão sendo abandonadas no horário de expediente: Todo mundo nas campanhas.

  • Pôxa!!!!! tadinha dela, mas num larga de jeito nenhum o osso.Não dá pra entender isso tá comendo e por trás falando mal, pra mim ela teria que ter a hombridade de chegar com seu chefe e colocar seu cargo a dispoição por não compactuar tais atitudes(mas é o coloca!!!!) não é pra moralizar…E falando em comer no mesmo prato apesar de não ser minha opção de voto ontem se eu pudesse ter dando um beijo no Camilo quando ele colocou o Jorge contra parede dizendo que só agora ele percebe qúe este estado está cheio de problemas eu teria dado. Ha se não fosse o pai que tens!!!!

    • Talvez por que vc na saiba das questoes pessoais dela e por que precisa do cargo. E, o cargo é uma funçao do estado, e não da campanha politica.

      • Concordo com a mudança , principalmente na AL. Por isso vote 14.141 Orlando Junior na luta com você.
        Meu filhote fazendo bonito nessa campanha.
        Estou em Belém acompanhando e seu blog é nosso canal de informações sobre o Amapá

  • E os Contratos Administrativos, continuam a todo vapor, agora eles mudaram o procedimento.O Cabo Eleitoral vai a noite na cada eleitor desempregado e pega a assinatura dele com data retroativa e dá entrada na SEAD que virou Comitê Eleitoral de um candidato a deputado estadual.Esse é o Amapá !

  • Quase todos alegam problemas financeiros para não entregarem os cargos, O pior ainda é compactuar com crime eleitoral alegando necessidade . Minha “triste” senhora, exerça cidadania, crie coragem e denuncie. Asssim a sra. colabora ativamente com a verdade e a democracia e deverá voltar a sorrir.

  • Pelo visto a prática de colocar servidor público como cabo eleitoral não mudou nada. Iniciou com o Barcellos, passou pelo Capiberibe, que ainda exigia colaboração pra campanha, Waldez e a gora PP^. Como a turma não quer perder a boca, só reclama, por que não denuncia.

  • A questão é complexa, entregar o cargo não é a melhor saida…. pois muita gente que ganha pouco e precisa da complementação da rende, esse abusurdo acontece todas as eleições, eu aconselho a senhora a votar contra o candidato do governo.. eles podem adesivar nossos carros mais nunca vão conseguir adesivar nossas mentes, elas são livres!

  • O QUE É BOM , VAI CONTINUAR!!!(ISSO É TRIPUDIAR SOBRE O POVO SOFRIDO DO AMAPÁ. DEVE TER SIDO BOM PRA ELES, QUE TOMARAM DE ASSALTO O ESTADO E O DEIXARAM NESTA CONDIÇÃO DEPLORÁVEL , ONDE FALTA TUDO. QUE SLOGAN DESGRAÇADO E DE MAU GOSTO)

  • Olá, Alcilene.
    Agitação de bandeira por servidores públicos em favor de candidatos no horário do expediente é coisa séria. Sabe-se que os servidores públicos são pagos para realizar trabalhos para o público – saúde, educação, segurança etc. E são pagos pelos contribuintes (e eleitores), ou seja, nós. Nessa situação, temos um desvio de função. O servidor público, no caso das bandeiradas no horário do expediente, está a serviço do candidato e de seu partido. Em suma, o contribuinte/eleitor está pagando os servidores para realizarem trabalho particular, em favor de terceiros.
    Um abraço,

    • É o que digo. Mas aqui criou-se uma mentalidade, que se tem cargo tem que fazer campanha, por que é de confiança do político tal. Mas medíocre impossível. O cargo é do estado e não dos políticos.

      • eiiiiiiiiii parem com essa pouca vergonha, eu ja tive cds no governo capi e era obrigado a participar de bandeirada sim e ainda me levavam cinquenta reais pra contribuir para os jantares que aconteciam entao nao venham ”arrotar” moralidade nao, parem com essa demagogia

  • Todos no Amapá fizeram e fazem isso, sem exceção!
    Principalmente no governo do Capi, que existia até a chamada “boca de urna institucional”. Quem conviveu no meio sabe do que estou falando e quem não conviveu pode imaginar do que se tratava…

  • Alcilene eu sou OBRIGADO todos os dias a fazer camapanha pro atual governador, além do mais nos finais de semana tenho que ir fazer bandeirada no sol quente, faz três meses que to com uma constante crise de sinusite devido ao acumulo de sol que pego diariamnete, e mesmo assim sou ameacado de exoneração…TRE tome provifências!!!

  • sai governo entra governo é sempre a mesma coisa, na época do capi era pior. sou um bom exemplo disso. hoje não é diferente e amanhã também não. me desculpa, mas é cultural. antes de entra no poder é um discurso depois que está lá e outro. Falta nascer ainda um bom politico para o Amapá.

  • Eu vive todos esse governos e nada se compara ao governo atual, em termos de pressão nos servidores nunca houve nada igual no Amapá…. isso é muita vergonha.

  • Quem esta falando isso é mentirosa eu vou porque gosto sou do caixa escola e ninguem me manda ir sem vontade. vou vota em pedro paulo porque é o melhor candidato. e o voto é LIVRE.

  • Sem demagogia… por um lado até que é justo. Já ouví pessoas dizerem que fariam qualquer coisa por um contrato ou cargo. O político só está se prevalescendo de uma prerrogativa que a própria população concede á ele. UMA MÃO LAVA OUTRA… E EStA OUTRA BALANÇA A BANDEIRA.

  • Nem me contem, na época do 40, quem lembra que os servidores eram obrigados a irem pro aeroporto esperar o Capi, pleno meio dia, a ir protestar em frente a AL, comprar CD de campanha por R$ 50,00, ir nas bandeiradas, comicios, ler o folha do Amapá, que chegava aos montes nas secretarias..Baaaa!!! são todos iguais, o WG não foi diferente.

  • Me desculpe pela maneira que vou escrever Alcilene, mas penso que isso é culpa do nosso povo que se sujeita a tudo. É covarde e aceita tudo. Não tem coragem de assumir o seu candidato…Toda campanha é a mesma história..é um tal de “voto em fulano mas não posso aparecer”…

    A culpa não é de político algum mas sim dos eleitores que se comportam de maneira covarde, não assumem posição e que na hora de pensar apenas em si….adoram as facilidades de ter um cargo…

    Peço desculpas mais uma vez, mais ando meio cansado da hiprocrisia que é nossa política.

    Finalizando, sou Lucas 14, mas penso que tanto janete como capi deveriam concorrer, isso nos dá mais opção de escolha. Capi e janete são cassados por um crime muito suspeito, em contra-partida, quem supostamente vendeu os votos não é punido em nada. O que quero dizer, a pena é apenas pra quem “compra” voto, quem vende é um santinho. A pena deveria ser para os dois, pois só existe venda de voto, por que o poto resolve vender seu voto….Como você diz…Pronto Falei…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *