O “Velho comunista” Chaguinha e a palmeira bebê que virou mulher

Essa palmeira da foto, enfeitada pela lua, eu “comprei” (entre aspas, porque amor não tem valor), do velho comunista Chaguinha.

O Chaguinha, preso e cassado pela ditadura militar, morava na frente do colégio Tiradentes, na Avenida Fab.Em uma casinha cheia de livros e plantas, Onde ele dava formação politica e intelectual e também  ensinava sobre o amor pela plantas.

Eu tive a benção de beber das duas fontes de Chaguinha:

A primeira: a fonte intelectual e de militância orgânica, por uma vida melhor para todos. Militante saída do movimento estudantil,  recém chegada a Macapá depois de muitos anos fora,  e levada à casa de Chaguinha pelos “compas” Osvaldo Simões e Mário Sérgio do Couto Dias, do PC do B.

A segunda: eu, de licença maternidade do meu primeiro filho, Ricardinho, esse boy aí da foto, aproveitava a sabedoria que Chaguinha transbordava.

O grande Chaguinha, tinha um carrinho de plantas, e com ele enfeitava e esverdeava as ruas de Macapá. E generosamente dividia com clientes, afeto, histórias, alegrias e muita sabedoria.

Essa palmeira fotografada por mim esta semana, “comprei” do Chaguinha, quando ela tinha só um “palmo”. Era uma bebê. Hoje é uma senhorinha linda, que ja teve várias filhas.

E segue amada por todos aqui em casa.

Esse post é uma homenagem ao Chaguinha (que ja virou planta), e a todas as coisas boas que ele multiplicava no universo. E ao meu filho, Ricardinho, que cresceu junto com a palmeira, e é cheio de amor por todos os seres vivos.

Na politica 

Capi, quando governador  “João Alberto Capiberibe”, homenageou Chaguinha com o “Centro de Politicas para a Juventude Chaguinha” , coordenado pelo então assessor para a Juventude do governo do estado, “Randolfe Rodrigues”, hoje honrosamente senador pelo Amapá.

Os sonhos. como as plantas, nao envelhecem. só ficam melhores.

Sua benção por um mundo mais lindo. mais generoso, verde e. justo, grande Chaguinha!

 

 

Deixe um comentário para ALCIONE MARIA CARVALHO CAVALCANTE Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *