O que os turistas estrangeiros que vieram para a Copa do Mundo acharam mais surpreendentes no Brasil

Fonte G1

Florent Garnerot, do Canadá – Os brasileiros se encontram, bebem juntos e dividem a conta. No Canadá, cada um paga o que consome.

Joe Bauman, dos Estados Unidos – Quando cheguei aqui, me perguntava por que todo mundo colocava areia na comida. Depois provei e vi que tinha gosto de bacon. E finalmente comecei a colocar farofa em tudo.

1-farofa

– Os brasileiros adoram dar comida para as visitas. É a forma de eles cuidarem de você.

– Achei meio nojento ver que aqui jogam o papel higiênico na lixeira [e não no vaso sanitário]. Não fica um cheiro ruim?

Luka Jesih, da Eslovênia – Vocês comem MUITO. Muito mesmo. Passei uma semana com uma família brasileira e sempre tinha alguma comida ou fruta na mesa.

Richard Diaz, do Chile – Percebi que os homens são muito machistas. Eles tratam as parceiras como empregadas deles, especialmente em relação às tarefas domésticas.

Pete Johnston, da Inglaterra – Achamos estranho ver que aqui vocês comem coração de galinha.

2-coracao-de-frango-grelhado

Mohamed Moulkaf, da Argélia – Quase todas as lojas daqui parcelam as compras em várias vezes sem juros. Gostei disso. Dá para pagar o mesmo preço dividindo até em dez meses.

3-parcelado-azul10vezes

Kyle Dreher, do Canadá – Adorei o queijo coalho com orégano na praia! E o milho também! Todo dia eu comia.

4-queijo-coalho

Rodrigo Escobar Rebolledo, do Chile – As garotas são lindas, carinhosas e simpáticas. Quero um dia ter uma esposa brasileira.

Daniel Lane, da Inglaterra – Vocês falam “Boa praia!” para as pessoas.

George Woolley, dos EUA – As pessoas aplaudem o pôr do sol na praia do Rio.

5-arpoador

  • Muito bom o post, Lene. Mas, mulheres, não se enganem, não. Aqui na Europa tem muito homem machista também. Homem é igual em todo canto: quer roupa lavada, comida na mesa… Tudo na hora certa. Seja você mesma ou você se deixa anular, rsrs. Tudo é questão de não bancar a Amélia (aquela que era a mulher de verdade). Seja no Brasil ou em outro país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *