O que Dalva disse ao G1 Amapá

Abinoan Santiago – G1 Amapá

A secretária municipal de Educação de Macapá, Dalva Figueiredo, classificou nesta terça-feira (24) como uma “falha administrativa” o pagamento das empresas contratadas para confecção de uniformes destinados a alunos da rede pública sem a entrega total do serviço.

A efetuação de pelo menos R$ 689 mil pela compra de 37 mil peças de roupas supostamente não entregues gerou polêmica na segunda quinzena de maio, após vereadores de oposição representarem contra a prefeitura de Macapá no Ministério Público Federal (MPF) um pedido de investigação das faturas pagas às empresas.

Secretária municipal de Macapá, Dalva Figueiredo (Foto: Abinoan Santiago/G1)

O dinheiro usado para compra dos uniformes escolares é de emenda parlamentar do senador Randolfe Rodrigues (Rede), que também solicitou a apuração. A Corregedoria-Geral do Município (Corgem) analisa o caso.

De acordo com Dalva Figueiredo, os uniformes começaram a ser entregues em fevereiro pelas empresas, mesmo mês que os pagamentos passaram a ser efetuados. Ela diz que as roupas tiveram que retornar às fabricantes por causa de falhas na confecção, o que gerou a notificação das três contratadas.

“Na entrega do uniforme, foi detectado que eles tinham algumas partes com manchas e mal pintadas. Não pagamos para depois receber. Foi entregue o material, mas estavam de péssima qualidade e devolvemos. Notificamos as empresas com prazo para elas entregarem o material de acordo com o que estava no edital de licitação”, explicou a secretária.

A Secretaria Municipal de Educação diz que cerca de 70% dos lotes apresentaram problemas. O restante teria sido dividido entre escolas com reformas entregues em 2016 na sede da capital amapaense e o distrito de Bailique.

As falhas teriam sido descobertas após servidores iniciarem a divisão dos lotes a serem encaminhados para as escolas. Atualmente, a Semed diz que os uniformes são inspecionados no ato da entrega. A previsão é receber as roupas em até 20 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *