O Peru e a gastronomia do Peru (uma das melhores do mundo), por Aline

Já fazia tempo que andava intrigada com a gastronomia do Peru… Perdi a conta da quantidade de programas de tevê, vídeos no Youtube, artigos da imprensa e posts de blogs que vi nos últimos anos falando desse mesmo tema. Foram tantos, minha gente, que resolvi que já tava mais do que na hora de parar de adiar essa viagem e ir pessoalmente desvendar esse fenômeno que é a cozinha peruana.

Delícias do Peru: um festival de sabores!

 

“Há uma revolução no Peru e começou pela comida”, esse era o título de uma das reportagens que li e a que mais me chamou a atenção. Publicada no site de um jornal português, ela explicava detalhadamente todo o processo pelo qual o país passou e tem passado nos últimos anos e o porquê da gastronomia na terra dos incas ser um orgulho nacional.

Pra você ter uma ideia da importância desse país e como atualmente ele se destaca mundialmente no quesito gastronomia, pelo 7º ano consecutivo ele foi eleito o melhor destino culinário do planeta e dos melhores restaurantes do mundo, escolhidos pela revista britânica RESTAURANT, dois estão na capital Lima (CENTRAL – nº 6 e MAIDO – nº 10). Também estão por lá uma boa quantidade  dos restaurantes mais bem avaliados da América.

Lima é considerada a capital gastronômica da América Latina

 

Também é em Lima que acontece o maior festival gastronômico da América do Sul (o Mistura) e foi por lá que, em 2000, a Le Cordon Bleu, a maior escola de culinária do mundo, decidiu implantar sua primeira filial nessa parte do continente.

E foi assim que super motivada e cheia de curiosidade desembarquei no Peru. Dias depois e alguns quilos maravilhosamente conquistados, sai de lá surpreendida e encantada por tudo o que experimentei não apenas na capital peruana, mas também em Cusco e Machu Picchu!

Prazeres Gastronômicos na Terra dos Incas.

Um sabor autêntico, marcante e uma cozinha bem elaborada e feita com ingredientes próprios, muitos dos quais você só vai encontrar em solo peruano.

Existem frutas que você só acha no Peru e a LÚCUMA é uma delas!

 

O Peru é o maior produtor de quinoa, esse super alimento.

BATATAS:  originalmente da região da Cordilheira dos Andes, foram levadas para o mundo pelos colonizadores europeus. Só no Peru existem mais de 4 mil tipos delas! Elas são de tantas cores, tamanhos e sabores!

A variedade dos ingredientes peruanos é uma das justificativas da excelência da cozinha do Peru e decorre, sem dúvida, da localização geográfica privilegiada do país, que lhe garante uma das maiores biodiversidades existentes no planeta (dos 114 biossistemas da Terra, 84 estão por lá!).

 

Enquanto a Costa peruana, banhada pelo Oceano Pacífico, é responsável por uma rica variedade de peixes e frutos do mar, a região da Selva amazônica oferece uma quantidade interminável de alimentos vindo da terra, como frutas (principalmente a banana) e a mandioca,  além de diversos peixes de rio.

 

Já a região da Serra (Cordilheira dos Andes) disponibiliza os diversos tipos de ajís, milhos, batatas e grãos (como a quinoa), além de carnes exóticas e bem consumidas por lá como o cuy e a alpaca.

No interior do Peru, na região da Cordilheira dos Andes, tivemos a oportunidade de ver um pouco do cultivo de batatas.

Pra fechar essa explicação toda, não podemos esquecer que a gastronomia peruana sofreu influência das inúmeras culturas que formaram a nação (nesse ponto sua histórica gastronômica se assemelha à nossa do Brasil). Começando pelos povos pré-hispânicos, em especial os incas, que, com toda a sua engenhosidade, criaram um incrível sistema de agricultura e irrigação das terras dos Andes.

 

Com os conquistadores espanhóis chegaram diversos alimentos (galinhas, limões, laticínios, trigo, cebolas e azeitonas, dentre outros) e um toque da culinária árabe. Depois vieram os africanos (que implantaram o hábito de consumir sobras e ajudaram a desenvolver a chamada comida criolla), os italianos (com suas massas e tomate) e, finalmente, os orientais (chineses e japoneses), que vindos pelo Pacífico, trouxeram novos ingredientes (como o molho shoyo) e influenciaram a comida peruana como ninguém! Os chineses foram os responsáveis por criar a tão aclamada cozinha chifa, que é fusão da culinária da China com os ingredientes do Peru. Os japoneses, por sua vez, trouxeram a técnica para a preparação dos pescados e ajudaram a desenvolver a chamada culinária nikkei.

AEROPUERTO: um prato exemplo da mistura dos sabores do Peru com a China (cozinha chifa)

TIRADITO: prato que representa bem a culinária nikkei

Bem, só sei que essa mistura toda de tradições e ingredientes tem dado muito certo e, somada à dedicação e capricho do povo peruano, pude comprovar que a gastronomia do Peru é mesmo tudo o que tanto ouvia falar!

Conheci sabores inesquecíveis, desde os lugares mais simples ou que vendiam comida caseira (como mercados, barracas de rua e restaurantes frequentados apenas por locais) a restaurantes aclamados e desejados por viajantes bons de garfo (como o Central, o 6º melhor restaurante do mundo, que tivemos a honra de visitar em Lima).

Por isso, meu amigo, se você nunca teve interesse de viajar para o Peru porque apenas Machu Picchu e suas belezas naturais não te convencem, saiba que só a comida deles já valeria sua visita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *