O perigo da arma de fogo no Amapá

O Atlas da Violência, feito pelo Ipea e Fórum Brasileiro da Segurança Pública, mostra o crescimento acentuado no índice de mortes por arma de fogo no Amapá, que saltou de 50 para 144 em uma década. A elevação representou uma variação de 82,3%. Em relação à taxa, o item cresceu 29,8%  entre 2004 e 2014.

  • O perigo não é a arma de fogo. O perigo são os bandidos que se proliferam nesse Estado. E, ainda, eles não precisam seguir a Lei, eles fabricam suas armas de fogo e suas próprias munições. Então a culpa não é da arma de fogo. Todo cidadão, legalmente, deveria ter acesso à sua arma de fogo. E, se formos comparar, a aquisição de veículos, também causa uma série de mortes, por causa de imperícia ou irresponsabilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *