O Mundo Por Aline. Lisboa: 10 experiências gastronômicas na capital portuguesa

*Aline Monteiro. Blog “O Mundo por Aline”

1. Experimente a GINGINHA (tradicional licor feito com uma fruta chamada ginja, uma espécie de cereja), de preferência na portinha no Largo de São Domingo, próximo ao Rossio, local que há séculos vende a bebida.

2) Prove as delícias da CONFEITARIA NACIONAL, a mais antiga de Lisboa (1829).

3) Tome uma cerveja com pastel de bacalhau e queijo da Serra da Estrela (que pra nós, brasileiros, é na verdade um bolinho de bacalhau), no MUSEU DA CERVEJA DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA, da PRAÇA DO COMÉRCIO (uma das principais praças da cidade, que fica bem de frente pro Rio Tejo).

4) Faça uma pausa no CAFÉ A BRASILEIRA e tire a tradicional foto com a estátua do Fernando Pessoa. Vale a pena provar o delicioso café e o prego ((sanduíche feito de pão com carne).

image.png

5) Conheça o PALÁCIO CHIADO, um palacete do século XVIII que foi reformado e teve cada cômodo transformado em um restaurante e bar diferentes.

Gastronomia das melhores no Palácio Chiado

image.png

6) Prove pratos de alguns dos melhores chefs portugueses, a preços módicos, no MERCADO DA RIBEIRA, um velho mercado que foi transformado em polo gastronômico, na região do Caes de Sodré.

O melhor da Gastronomia Portuguesa no Mercado da Ribeira

image.png

7) Não se assuste com a fila quilométrica pra entrar na FÁBRICA DE PASTÉIS DE BELÉM (que é geralmente só pra quem vai apenas comprar no balcão e vai embora) e entre direto até os salões com mesas pra pedir os tradicionais pastéis de nata.

Pastéis de Belém: os originais

8) Tome uma imperial (=chopp) na CERVEJARIA TRINDADE, um convento transformado em cervejaria, a mais antiga de Portugal (1836).

Encontro maravilhoso na Cervejaria Trindade

9) Curta a noite e uma boa cerveja no BAIRRO ALTO, sendo que a tradição é ir andando pelas ruelas e tomar um “copo” em pé mesmo.

Pelas ruas do Bairro Alto…

10) Visite os restaurantes da cidade e tenha inesquecíveis experiências. Opções maravilhosas estão por todo canto, de tascas autênticas, como o Restaurante “A Laurentina” (que serve desde 1976 e é frequentado por locais, com preço justo, ambiente bom e pratos bens servidos) a locais com uma proposta mais alta gastronomia, como o Bairro do Avilez, do estrelado chef português José Avillez.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *