O Amor Junta os Pedaços

Elda Araújo – Professora, secretária de Educação, que perdeu recentemente seu amado filho Marcelinho.

 

Coração em pedaços…

 

Não há dor maior do que a perda de um filho…

Aprendemos a amá-lo de uma forma tão grandiosa, tão completa, que não conseguimos mais enxergar o mundo sem a sua presença ao nosso lado.

Descobrimos um tipo de amor que nos faz crescer e nos faz amar a vida como nunca antes havíamos amado.

E subitamente nosso Marcelinho foi levado, partida tão precoce, com apenas 24 anos. Nosso coração pede consolo, pede uma razão para continuar vivendo. E esta razão estará sempre em seu amor, no seu sorriso, na sua alegria de viver e de querer ver as pessoas felizes.

Nós não perdemos nosso filho, embora a realidade pareça mostrar isso diariamente, por suas ausências em nosso dia-a-dia.

Não…não perdemos o nosso filho. Deus precisou de um fruto maduro que cumpriu com brilhantismo uma etapa e começou outra.

Não perdemos nosso filho, assim como não se perde o amor semeado no coração.

Hoje o coração aperta e o ar parece faltar. Mas as doces lembranças vividas com nosso Marcelinho, os momentos felizes com ele, nos leva a abraçá-lo com carinho em nossas orações aos céus.

Em nossos momentos de oração dizemos ao nosso filho que ele é muito amado, que sentimos sua falta, e que é este amor que nos sustenta os dias na Terra, esperando o sonhado momento do reencontro.

E o teu amor Marcelinho nos faz forte e ajuda a suportar dores e aflições quase insuportáveis.

Hoje você é luz que nos ajuda a prosseguir e a secar nossas lágrimas. Estejas onde estiver, nosso amor te alcança… e quando a saudade aperta, procuramos te sentir no vento que sopra, no brilho das estrelas, no cheiro das flores, no calor dos raios de sol, na brisa de cada manhã, no azul do céu, nas músicas que embalaram sua vida.

Esse é o grande desafio de nossa vida, sentir o amor em sua plenitude… amar sem ver, sem tocar… apenas sentindo o AMOR supremo e absoluto… o amor de coração e alma.

Temos um pacto de amor eterno… Afinal, o AMOR é muito maior que a morte… Te amamos para sempre filho querido, és um anjo, e anjos não morrem, apenas voam para o céu.

marcelinho-_n

  • Não há mãe que não se emocione com tamanha declaração de amor e do sentido da vida e de Deus, mesmo não conhecendo os personagens. As lágrimas rolaram…mas a vida continua, aqui e em outros planos.

  • Minha solidariedade à Elda. Apenas Deus, com sua infinita bondade, e o tempo, com a sua razão, poderão amenizar esta imensa dor. Sempre considerei que o maior luto é o dos pais que perdem um filho. Espero nunca passar por isso…! Seja firme, Elda, Deus vai cuidar do seu filho querido e dará força para que sua família suporte esta terrível dor!

Deixe uma resposta para Márcio Augusto Alves Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *