O Amapá que empreende: Pão Cheiroso

Beatriz Melo (21)  é acadêmica de Jornalismo, podcaster, ativista digital e entusiasta na pesquisa científica. Dentre as múltiplas facetas da jovem de 21 anos, a paixão pela gastronomia é a mais antiga delas. “Sou uma pessoa que cozinha desde muito tempo, desde bem cedo. E eu amo cozinhar para as outras pessoas mas, principalmente, amo cozinhar para mim. Nos últimos anos eu venho me aprimorado, ampliando meu leque de receitas. E o pão nasceu assim, de uma quarentena, como foi para muita gente, e isso foi uma grata surpresa.”

Idealizado durante o Isolamento social, o empreendimento alinha a modernidade das lojas virtuais à tradição da panificação orgânica e artesanal. “O meu pão tem cheiro de conforto, tem cheiro de familiaridade. Ele chega quentinho na casa do cliente. É um cuidado que tenho, porque quero que isso traga uma memória afetiva sobre a relação com esse item tão básico da nossa alimentação.”

Foto: acervo pessoal da Pão Cheiroso.

Moradora da zona norte de Macapá, ela transformou um incômodo antigo em oportunidade de negócio. A pouca variabilidade de produtos e empresas do ramo alimentício na região, somado aos altos valores no frete para a entrega, a motivaram na criação da Pão Cheiroso. “Hoje meu maior objetivo é fazer com que mais pessoas conheçam a loja e o que nós fazemos. A Pão Cheiroso é um sonho para mim, porque é muito bom você trabalhar, receber por isso e fazer algo que você ama profundamente, e eu amo profundamente  cozinhar, cozinhar para as pessoas e ver satisfação nos olhos de alguém.”

A compra dos pães e antepastos são feitas sob encomenda, no Instagram da marca. O menu oferece quatro tipos de pães, sendo eles: pão rústico artesanal, pão rústico de ervas, pão rústico de açafrão e pão rústico integral. Além do patê de frango e geleia de abacaxi. Os valores estão entre R$3,00 e R$7,00 reais. As entregas são realizadas aos finais de semana. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *