Novo decreto do governo estadual flexibiliza algumas atividades econômicas

 

O governador Waldez Góes assinou neste sábado, 10, decreto que entra em vigor na próxima segunda-feira, 12, com novas medidas de proteção à vida, com base em dados do relatório epidemiológico apresentado pelas autoridades sanitárias.

Os dados apresentados no relatório apontam redução no ritmo de transmissão que está em 1.03, que chegou a estar em 1,14 no dia 25 de março, ou seja, antes do lockdown. O surgimento de novos casos também apresentou uma redução de 35,5% nas últimas semanas, o que mostra que as medidas adotadas foram responsáveis para evitar novos casos de covid-19 no Estado.

Além disso, as medidas também ajudaram a reduzir em 13,94% o número de internações. Porém, o número de óbitos durante este período teve um aumentou de 28%/dia. De acordo com o superintendente de Vigilância em Saúde, Dorinaldo Malafaia, esse aumento aconteceu devido ao agravamento da saúde das pessoas que estavam internadas antes do lockdown e que não resistiram as complicações vindo a óbito. Nas próximas semanas, esse número tende a cair devido à redução no úmero de internações.

Diante desse quadro, o governador Waldez Góes, flexibilizou alguns setores neste novo decreto que entra em vigor na segunda-feira, 12. Por exemplo, saíram do atendimento delivery para o atendimento presencial as empresas dos ramos de ração animal e insumos agropecuários, materiais de construção, distribuidora de cimento, lojas de móveis e eletrodomésticos, e lojas de vestuários, calçados e afins. Vale ressaltar que o horário de funcionamento desses estabelecimentos é das 9h às 15h, sendo uma pessoa por família, e com 50% da taxa de ocupação.

“Avaliamos o resultado do lockdown adotado das últimas semanas e, graças à colaboração de todos, estamos avançando com a reabertura gradativa de algumas atividades”, comentou o chefe do Executivo.

 

Demais atividades

Ficou mantido o atendimento presencial em supermercados, atacarejos, miniboxs e mercantis das 7h às 20h, uma pessoa por família, sendo vedada a venda de bebida alcóolica e o consumo de alimentos em lanchonetes, cafés e restaurantes instalados nesses estabelecimentos.

Por outro lado, o toque de recolher das 21h às 5h permanece, assim como a Lei Seca, que veda o consumo de bebida alcoólica durante todo o período.

Também permanecem fechados bares, boates, casas de show, teatros, casas de espetáculos, centros culturais e cinemas; atividades de lazer em clubes e balneários públicos e privados.

 

Veja o Decreto

https://drive.google.com/file/d/1b3-ITQj1d7SySdn2FvabEpnc78xKRBcN/view?usp=sharing

https://drive.google.com/file/d/16t6yvyZFbui2nuy9LX7etIf3IwXT6n7R/view?usp=sharing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *