Nota Oficial

O presidente da Assembleia legislativa do Amapá, deputado Moisés Souza esclarece que, não houve notificação oficial do Tribunal de Justiça que pede o afastamento de deputados e servidores desta Cada de Leis.

O pedido de afastamento não foi registrado ainda na secretaria do pleno do TJAP. Inocêncio Mártires, advogado do deputado Moisés informa que a decisão é isolada e não representa o pleno do TJAP. Mártires afirma que, a deliberação da magistrada Sueli Pini não surpreende, pois já havia sido anunciada com antecedência.

Para o advogado, a decisão não atende o interesse da investigação, pois todos os documentos, objetos do processo estão a disposição do Ministério público Estadual.

Assim que notificados, os deputados irão recorrer da decisão expondo todos os equívocos da deliberação.

 

Moisés Souza

Presidente da Assembleia Legislativa

  • Gostaria que fosse esclarecido o seguinte:
    – O advogado Inocêncio Mártires é defensor da instituição AL, do Dep. Moisés Souza ou do Presidente da AL Moisés Souza?
    Se ele for defensor da AL, fica impedido de ser defensor da pessoa do Dep. e do Presidente da AL. O Moisés Souza teria que contratar advogado particular. Ou estou errado?

  • Doutora Suely, não se intimide, separe a água da lama. A sua determinação e justiça hão de dizimar a banda pôdre deste Estado. O povo está do seu lado.

  • Nao sei por pior que possam ser o porque que os [nobres] deputados colocaram moises e edinho pra assinar alguma coisa.
    A única coisa que eles poderiam fazer se tivessem dignidade era pedirem passagem só de ida para sumirem daqui e poderiam pagar com a verba indenizatória, pois quem sabe ela dessa forma tivesse uma decente razao pra existir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *