Nota de pesar

Eliane

Tomados de tristeza e pesar, que nesta terça-feira, 18, recebemos a notícia de que havíamos perdido mais uma companheira de sonhos, lutas e garra. Partiu Eliane Gonçalves, dona de sorriso contagiante, alegria sempre presente e carisma singular. Lamentamos profundamente e emanamos nossa solidariedade à família e a todos os amigos enlutados, mas em especial à pequena Ana Rosa, filha amada que fica, aos 7 anos. Ela parte desta vida terrena aos 50 anos de idade.

 

Eliane Gonçalves esteve à frente da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast) por oito meses. Como secretária, deixou seu toque pessoal, com marcas de seus dotes artesanais, nos espaços Macapá Criança e CEU das Artes. Para seus amigos de trabalho ela deixa saudades e boas lembranças, de alguém que cuidava do próximo, com solidariedade, simplicidade e respeito.

 

Natural de Minas Gerais, da cidade João Monlevade, Eliane era psicóloga de formação e adotou o Amapá como sua própria terra natal. Era apaixonada pela cultura e pelas coisas da Amazônia. Artesã de mão cheia e autodidata, criava peças, esculturas e telas refinadas e repletas de cores e texturas. Sua outra grande paixão era a escola de samba verde-rosa, Maracatu da Favela, agremiação na qual recentemente havia se tornado sócia benemérita.

 

Em respeito à sua memória e à sua família, continuaremos lutando para restabelecer a verdade sobre o caso que a afastou da gestão da Semast. Esses fatos, que hão de ser esclarecidos, não mancham seu legado de vida e de profissional destacada. A mulher e mãe dedicada agora tem a missão de olhar pelos seus de outro plano. Choraremos sua morte e lembraremos com carinho das lembranças, rogando a Deus que conforte o coração de seus familiares. Vá em paz, companheira!

 

Clécio Luís Vieira

Prefeito de Macapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *