Mucajá

O brutal assassinato da professora Celes, em uma parada de ônibus próximo ao Conjunto Mucajá, quando saia de uma reunião de trabalho no SESC, exige providências operacionais imediatas em relação ao que ocorre naquele conjunto.

As famílias que moram lá, contempladas com moradias populares, estão sitiadas, com medo. Habitando e dividindo o dia-a-dia com a bandidagem e o crime.

É tráfico o dia inteiro, funcionando como um verdadeiro mercado de drogas, ao lado do Comando-Geral da PM.

Os bandidos tirando o sossego dos moradores do bairro que não tem mais paz em suas casas, não podem caminhar com segurança em suas ruas e correm risco nas paradas de ônibus.

Insegurança que também chega à orla da cidade, próxima ao Mucajá, um dos principais locais de entretenimento da população de Macapá, de turistas e visitantes, com grande número de roubos, assaltos, e arrombamento de carros estacionados enquanto as pessoas frequentam os bares e restaurantes da orla.

 

  • E me dizem que vão mudar a parada de ônibus de frente do Mucajá pra frente do CGPM. Se isso resolver a segurança pública, façamos com todas as paradas de ônibus, pois parece essa ser a lógica usada!!!

  • PACIFICA-SE O MUCAJÁ, é uma das formas mais imediatas para solucionar essa VIOLÊNCIA.
    Tem muitas famílias que ali residem sentem-se ameaçadas até para ficar em suas portas….

  • Quem já assistiu ao filme Gangues de Nova York, deve começar a fazer um paralelo entre ele(o filme) e o Amapá. Mucajá é só amostra grátis.

  • Ë triste ver que os crimes acontecem, e voltam a acontecer e nada é feito para resolver o problema. E quando aparece um para resolver, diz para mudar a parada do ônibus. O nome para isso é incompetência, não tem um gestor que veja o problema e resolva. Temos gestores que vêem o problema e na sua incompetência empurram com a barriga e deixam o tempo passar para que tudo caia no esquecimento do povo sofrido e que não tem a quem recorrer. O Amapá merece mais do que isso. Que venham novos gestores, novas opções, mudanças verdadeiras, porque esses que ai estão, nem tchum para o que esta acontecendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *