MP-AP ajuíza ação contra ex-governadores

O Ministério Público do Amapá, realiza nesta segunda-feira, 24, coletiva à imprensa para divulgar a ação ajuizada contra os ex-governadores Antônio Waldez Góes da Silva e Pedro Paulo Dias de Carvalho, referente aos valores descontados da remuneração dos servidores públicos do Estado do Amapá a título de empréstimo consignado que deixaram de ser repassados aos destinatários no período de novembro de 2009 a dezembro de 2010.

 

  • Até que enfim alguém toma uma atitude!Chega de corrupção neste Estado e em todo o Brasil! Cadeia é pouco: eles tinham é que ser obrigados a devolver, com juros e correção, o que tiraram do povo amapaense! Espero que aquelas famosas “forças ocultas” não atrapalhem que a justiça seja feita!

  • E os deputados? continuam recebendo 100 mil, não deram informações requisitadas e até agora nada, basta, tá na hora do Ministério Público Estadual acabar com essa vergonha e colocar esses dilapidadores do erário público na CADEIA E FAZER QUE DEVOLVAM CADA CENTAVO CORRIGIDO. Fazer como está fazendo o MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARÁ, uma devassa nas contas da Assembléia Legislativa daquele Estado, e segundo eles (promotores) só vão parar quando não tiver mais nada, nenhuma irregularidade a apurar, porém várias pessoas já foram afastadas e denunciadas. JUSTIÇA. JUSTIÇA. JUSTIÇA

      • Não seja ingênua. Pará também é o antro da corrupção. Aqui por ser um estado recente e menor fica mais visível a sacanagem. Não foi a toa que Jader Barbalho governou por décadas. Aqui, esperamos que os larápios sejam punidos a rigor da lei.

      • Este Waldez Goes e Pedro Paulo pensariam eles que escapariam das garras da justiça. A própria justiça local precisa provar que ela é autônoma e independente, pois ainda deve muitos esclarecimentos a sociedade sobre o obscuro governo Goes. Quando a imprensa não falava nada e assembléia nada fez para evitar o saque que fizeram contra o nosso estado.

  • Antes tarde do que nunca!!!APROPRIAÇÃO INDÉBITA!Que eles não apenas expliquem pra onde foi parar o dinheiro, mas que também devolvam toda essa quantia.!

  • Espero que essas pessoas que se apropriaram do dinehiro público paguem pelo grande mal que fizeram, principalmente as pessoas menos favorecidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *