Migué

Soube da existência de um tal kit 41 A. O kit serve para cassar mandatos por compra de votos. Dizem que já vem com o processo, advogado, provas e até as testemunhas.

Equipes de advogados, que não são daqui, mas que por aqui ganham o pão + grupo político local com apoio de força nacional é que operam o tal kit.

A especialidade da turma é mesmo cassar mandato.

Como bem sabe o senador Capiberibe. Que já tem, vejam só, um processo no TRE por abuso de uso de veículo de comunicação nas eleições de 2010. É que um grupo de comunicação passou dias, nas vésperas do pleito eleitoral de 2010, dizendo que se eleitores votassem em João e Janete Capiberibe, os votos seriam anulados, afirmando que eles estavam enquadrados na Lei da Ficha Limpa. Capi e Janete foram a um programa de rádio esclarecer que os eleitores podiam sim, votar neles que os votos seriam válidos.

Isso virou um processo e pode ser julgado a qualquer hora no TRE do Amapá.

E tem mais. Outro membro desse grupo político, que hoje só é usado para serviço de quinta, representou na Comissão de Ética do Senado Federal, contra os senadores amapaenses Capiberibe e Randolfe Rodrigues. Com um processo fictício, e grosseiramente montado, faz acusações contra os dois de quando os mesmos eram governador e deputado estadual, respectivamente, em mil novecentos e bolinha.

O presidente da Comissão de Ètica, senador João Alberto, do PMDB do MARANHÃO, recebeu a denúncia.

De olho na barbárie, pessoal.

  • Devagar Alcilene, de-va-gar !
    Um dos maiores Perito Criminal da America Latina, Dr. Molina, afirmou no jornal Estado de São Paulo (não me recorda a data), que a assinatura no tal “mensalinho amapaense” é sem dúvida do (na época) Dep. Estadual Randolfe.
    Vamos esperar e deixar o barco correr.
    Sou eleitor do prof. Randolfe e espero que isso seja colocado em pratos limpos.

    • Que assinatura é dele, sim..mas Molina disse que não podia afirmar se o documento era verdadeiro. E claro que era montagem

Deixe uma resposta para NICO Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *