Médicos aceitam proposta do governo

Médicos voltaram a reunir ontem e aceitaram a nova proposta do Governo do Estado

Aumento do plantão para R$1.000,00 e do sobreaviso para R$500,00. E mais gratificação de R$1.000,00 para cada contrato de 20 horas.

Como disse o Antonio Teles Junior, no twitter, ontem

“É sempre assim, quem pede! pede muito! quem dá, oferece pouco! E no final ambos convergem para média ”

 

  • Agora eu quero ver qual vai ser a próxima desculpa desses sangue-sugas da saúde, para justificarem o péssimo atendimento e ausências nos hospitais do Estado. Vou cobrar de forma agressiva o governo se esses descalabros continuarem a acontecer. Torço para que um dia a Receita Federal faça uma devassa na vida financeira desses caras, dentro das proporções, estão entre os maiores sonegadores de impostos desse país.

  • Ótima iniciativa do Governo oferecer contratos emergenciais para médicos de outros Estados. Certamente sairá mais barato para o Estado pagar 15mil de remuneração, o que justo diga-se de passagem, do que ficar a mercê desses mercenários que inventam plantões e recebem muito mais do que isso. Além do que o atendimento não será pior do que o hoje ofertado.

  • Nao haverá desculpas para continuar o pessimo atendimento dos médicos. Que a populaçao, a aprtir de agora, faça denuncia no Ministério Público quando tiver um atendimento injusto nos hoepitais e pronto socorro.

  • Ah! e que os próprios funcionários dos hospitais possam ser os fiscais daqueles que nao cumprem seus plantoes.

  • A Verdade que não existe nem um medico especilista* qualificados entre a classe medica no estado, a maioria vieram da Bolivia aprender a qui.

    *Especialista que me refiro é Mestre e Doutor em medicina.

      • Nem sempre doutorado e mestrado prova capacidade t’ecnica! Isso ‘e verdade! Mas no Amap’a, a lamban’ca ‘e vis’ivel! Quem trabalha na sa’ude sabe bem! Tenho um bom espelho dentro de casa (Hospital de Emerg”encia). Quando ao sobre aviso, isso ‘e cruel. Tem m’edico que desliga celular para n’ao ser encontrado (Verdade! Em todo profiss’ao temos p’essimos profissionais! Isso ‘e certo!). Nao entanto, um m’edico que vale cerda de dez professores para o Estado, n’ao deveria fazer corpo mol’e, pois no sobre aviso, os caras enrolam para chegar! Queria ver algu’em dizer o contr’ario, gasto o sal’ario de um m’es de um m’edico s’o pra provar o que estou falando! Algu’em quer apostar???

  • Agora pelo menos os ´médicos devem cumprir seus plantões e atender de formar humanizada a população.

    Se o Governo fizesse concurso pra médico, com o salário de 5.000 pra 20 horas e 10 mil pra 40 horas semanais, ia chover de médico competente do sul do país para fazer concurso e o governo iria economizar horrores!

    No sul do pais para um médico ganhar 10 mil tem q se virar em 4 ou 5 empregos.

  • 75% (setenta e cinco por cento) de aumento para os médicos.
    0% (zero por cento) de aumento para os demais profissionais da saúde.

  • Oi,Alcilene.
    Muito importante o Governo ter resolvido esse problema, pois os únicos prejudicados são os coitados que vão àquele centro de saúde.
    Mas o que me intriga é o seguinte: os médicos envolvidos não são os mesmos que trabalhavam lá?! são, não é! então eles apenas retornaram ao local de trabalho.
    E qual é a mudança que tanto se fala? o que a população vai ganhar?
    Ao meu ver nada mudará no atendimento e qualidade do serviço prestado.
    Os médicos resolveram os seus problemas, mas a população vai continuar morrendo por falta de tratamento adequado, vão voltar para as suas casas com braços e pernas quebradas, tomando apenas anador e passando azeite de andiroba lá na D. Castorina
    Ainda continuo não acreditando no sistema de saúde do Amapá e em todo o resto também. rsrs

  • Minha sugestao e que o governo aceite o pedido de demissao desses espertinhos que ja pediram e contrate outros que realmente queiram trabalhar. Se em Belem, manaus ou qualquer outro estado o salario e tao bom assim, pq temos tantos medicos paraenses aki, principalmente?
    Que vao pra la! Kro ver se conseguem fazer 10,20 30 ou ate mesmo 65 plantoes/ Isso e conversa pra boi dormir. Eles se acham mesmo. E lamentavel saber que alguem comuma profissao tao como a deles, que cuidam de vida, so pensam em dinheiro. Atendimento com qualidade nem pensar!! Oh, Deus! Mostra a esses pobres coitados que a vida das pessoas e mais importante. Eles nao ganham tal mal assim. To indignada!

  • Cara Alcilene, Obrigado pela deferência.
    Ainda bem que houve consenso entre os médicos e o GEA em torno de uma proposta é viável para ambos. Nesses conflitos, quem perde é a população. Um grande abraço.

  • Com assim Bial? O plantão é 1000 reais? Então, um médico com a execução de 15 plantões ganha o mesmo que 8 policias militares e/ou o mesmo que cinco biologos ou engenheitos florestais ou outros profissionais graduados??? Isso tudo! E os caras acham pouco? Outra… Seria interessante um conta simples… Quantos médicos tem no estado??? Qual a razão de salário/medicos? Qual a razão de (salário/médicos)/pessoas atendidas? E vejam quanto isso custo na folhas para o pagamentos dos professores! Isso é palhaçada…Os professores sempre desvalorizados??? Lembram dos salários dos delegados??? Vcs não fazem idéia de quanto é e por que aumentaram tanto? Deus nos proteja! Por fim, deixo claro que não sou contra o aumento aos médicos e, sim, contra a falta de respeito aos amapaenses e aos tantos outros funcionários públicos do nosso Amapá!

  • Se Deputado Estadual faz 40, 50 ou 60 diárias no mês, por que um médico não pode fazer 60 plantões…???!!! Rs rs rs… Isso é triste! E situação está faz anos nas barbas do MP, AL e GEA, mas eles nunca fizeram nada… Agora, o povo pegou o Governo para Cristo! Pelo menos, agora, o Governo corrigiu a lambança! E na AL, como estamos? Rs rs rs…

  • Pows sabe o que é gtriste? Tem categoria que tira plantão, trabalha pra caramba cum prindo um monte de escalas extras pra manter a segurança e integridade física da população e não ganha nada por plantão e nem aumento de salários! E esse povo vai ganhar 1000 reais por plantão e 500 pra ficar em casa?Encontra um médico de sobreaviso, é ruim hem…faz concurso público e contrato gente de fora tá cheio de médico querendo ganhar um pouquinho melhor!

  • Se esse aumento para os médicos resolvesse o Caos da saúde pública, quero saber quanto o governador vai investir em estrutura e equipamentos e em mais gente pra trabalhar.

  • Se são NO MINIMO 400 medicos na REDE PUBLICA de SAUDE, COM 2 contrato de 20 HORAS, entao vamos dizer que sao 16000 horas de trabalho na REDE toda a semana. CARO GOVERNADOR E SECRETARIO DE SAUDE, SERÁ QUE ELES CUMPREM ESSA HORAS DE TRABALHO PARA COMPENSAR ESSE SALARIO. FAÇA UMA VISITA NOS HOSPITAIS E COMPROVEM ISSO….?

  • Dois anos atrás minha filha teve um problema de pele e eu e minha esposa levamos a três médicos do estado.Todos vieram com uma estória que era um fungo que estava causando a despigmentação no corpo de minha filha.Fomos a um especialista em outro estado e ele ficou de queixo caido com o diagnóstico dos médicos do nosso estado.Minha filha estava com vitilígo e graças a deus o tratamento está sendo um sucesso.O que me deixa triste é que eles não sabem diagnósticar um simples vitiligo.graças a deus posso sair do estado e procurar tratamento para minha filha.E quem não tem condições?Entrega a deus?

  • Diz a lei da Economia “tudo que é útil é escasso”. Um dia essa realidade da Saúde pode mudar no Amapá, o curso de Medicína da UNIFAP deve ser decisivo pra isso, mas ainda vai demorar um pouco ainda. Contudo, o passo fundamental já foi dado.

  • Há dois meses estava em Aquirraz, interior do Ceará. Minha filha ficou doente no domingo a noite e tivemos que recorrer a rede pública pois não existiam hospitais particulares. Ela foi atendido por um Médico Cubano, ele estava de sobreaviso e chegou meia hora depois de ser chamado. Fiquei impressionado com o atendimento e com a atenção com que ele examinou a minha filha. Pediu exames, medicou… Nunca, fomos atendidos assim na UNIMERD aqui em Macapá… alvara na rede pública… Em geral a IMPÁFIA dos médicos brasileiros começa a ser talhada nas nossas Universidade, lembro que já MANDEI médico da UNIMERD lavar as mãos antes de examinar a minha filha, tive que dar carteirada e dizer onde trabalhava para ser encerrar a confusão que se formou… e por ai vai a atuação de nossos MERDicos…

    • Carteirada??? Dizer onde trabalha??? (Será que usou aquela frase infalível: “sabe com quem está falando?”)
      Será que essas coisas ainda funcionam por aí?
      Que tristeza…

      • Realmente ‘que tristeza’, mas a confusão que se formou não foi pequena… mas na Suiça não acontecem essas coisas…

    • Carlos, toda regra tem excessão, no iniciodo mês de agosto fui passar um final de semana com minha familia no municipio de Itaubal e logo na sexta, minha filha teve um principio alergico, por volta e 20h00. Eu já vinha embora para Macapá, quando meu cunhada que mora lá, – Disse, não vamos no posto de saúde e Eu meio desconfiado levei e para minha grata surpresa fomos atendidos pelo Dr. VITOR, que estava de sobreaviso e em memos de 10 minutos chegou consultou minha filha, como a muito tem a unimed não faz, no final da consulta tinha medicamento e o Dr. VITOR, de forma bem prestativa ainda deu o nº do celular para que a gente ligasse caso preciso fosse.

      • Verdade,são casos e casos,não devemos jogar todos em uma vala comum,mas creio sim,que o atendimento em Macapá de modo geral deixa muito à desejar,tanto no H. particular quanto no público.Deve o governo fiscalizar sim.

  • Se os médicos ganharam e não trabalharam, como eles mesmos assumiram, Não tinham que devolver o dinheiro? Se fossem outros profissionais tinha gente presa..

  • Duvido q o governo tenha coragem de comprar um PONTO BIOMÉTRICO e câmeras de vigilancia para controlar os plantões desses médicos. Aposto que eles iriam no hospital, registrariam o ponto e sairiam em seguida.

    • Se enquanto o governo cobrando o cumprimento normal do expediente de trabalho aos trabalhaores da saude o, sindicato disse que é assedio moral. Imagina colocando camera, aí o mundo ia dessabar!

  • Abriram as pernas, era só esperar, queria ver quanto tempo esse povo ia aguentar sem o salário de marajá. Agora quero ver a fiscalização em cima. E cadê nosso dinheiro, que foi pago irregularmente anteriormente?

  • Putz! pq não estudei para medicina???Escolhi a educação e todo mês é uma briga para consegui pagas as contas com o mísero salário de professora, como se não bastasse, ainda temos que conviver com o vandalismo que impera nas escolas da rede estadual…

  • Agora é preciso o governo do estado implantar o serviço telefonico DISK MÉDICO nos hospitais e concentrar o numero no palacio do setentrião. Aí eu quero ver se a população não vai denunciar quando o medicocenário não cumprir o seu horario de serviço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *