Marcelo Moreira será o novo Ouvidor-Geral do MP-AP

Colégio de Procuradores de Justiça elege Ouvidor do MP-AP para o biênio 2022-2024

Em votação eletrônica realizada na manhã desta segunda-feira (18), o Colégio de Procuradores de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP) elegeu, por unanimidade, o promotor de Justiça Marcelo Moreira dos Santos, para o cargo de Ouvidor da instituição, para o biênio 2022-2024. A eleição, por meio do Sistema Votus, foi aberta às 8h, pela procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei, presidente do colegiado e da Comissão Eleitoral, composta também pelo corregedor-geral do MP-AP, Jair Quintas, e pela procuradora da Justiça Judith Teles.

A votação foi encerrada às 11h, com a proclamação do resultado durante a Reunião do Colégio de Procuradores, com as presenças dos procuradores de Justiça: Clara Banha, Socorro Milhomem Moro, Estela Sá, Maricélia Campelo e Fernando França (virtual).

Os membros parabenizaram e desejaram sucesso ao eleito, destacando a grande missão institucional na condução de importante órgão do Ministério Público.

O ouvidor Paulo Celso Ramos acompanhou o resultado junto com o eleito, Marcelo Moreira, que falou desse novo desafio ao qual se propôs a enfrentar.

“É uma honra grande suceder e dar seguimento ao trabalho de grandes colegas, como o promotor Paulo Celso que deixou uma marca e, antes dele, o doutor Jayme Henrique, hoje desembargador do Tribunal de Justiça do Amapá. O sentimento agora é um misto de muita gratidão e muita honra pelo apoio do Colégio, aceitando nossa inscrição, e hoje, a nossa eleição para o cargo de ouvidor do MP”, manifestou Marcelo Moreira.

A posse do ouvidor está agendada para o dia 25 de abril, com entrada em exercício no cargo, no dia 2 de maio. O objetivo da Ouvidoria é contribuir para elevar continuamente os padrões de transparência, presteza e segurança das atividades dos membros, órgãos e serviços auxiliares da Instituição, mantendo seus canais de atendimento sempre disponíveis aos cidadãos.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.