Macapá Verão: 44 anos de cultura e entretenimento

 

Está chegando a hora da programação da estação mais quente do ano, o Macapá Verão. Em 2019, o evento completa 44 anos de muita cultura e entretenimento. A Prefeitura de Macapá está concluindo os serviços de preparação em todos os balneários e praças. Mas você sabe a história do Macapá Verão?

Tudo começou em 1975, com o então governador Arthur Henning, que, com o apoio do prefeito Cleyton Figueiredo de Azevedo, resolveu criar um programa de verão para que à população – tanto aquela que permanecia na capital nas férias de julho quanto a que vinha do interior do Amapá, pudesse aproveitar o sol equatorial de verão.

Segundo o jornalista e historiador Edgar Rodrigues, a programação inicial se centralizou no balneário da Fazendinha, mas enfrentou dificuldades no início, consolidando-se apenas em 1980. “Neste período, havia concursos do melhor degustador de camarão, de escultura na areia, miss Macapá Verão, e shows artísticos bastante diversificados. As pessoas brincavam, tomavam banho, dançavam, torciam”, destaca.

Com a direção do arquiteto Chikahito Fujishima no Departamento de Turismo do Amapá, o evento foi ampliando e diversificando no seu conteúdo, tornando-o mais abrangente, e outras partes do Brasil começaram a ficar curiosas em vir a Macapá nesse período. Assim, o Macapá Verão não parou mais de crescer. A programação foi estendida para outros balneários no interior do município, de Lontra da Pedreira a Vila Progresso, no Bailique, do Maruanum a São Joaquim do Pacuí e Curiaú. Sem contar os diversos pontos da cidade, como Araxá, Jandiá e Aturiá.

Já por volta de 1990, tentaram mudar o nome do evento para “Festa do Sol”, mas a ideia não caiu no gosto da população. E na mesma década, foi criado um elo e anos depois o evento ficou sobe total regência de Macapá com o nome definitivo de Macapá Verão. Desde 2004, os banhistas de Fazendinha foram contemplados com shows de artistas nacionais ao vivo, transmitido pela TV Cultura. Mas, nos últimos anos, houve uma valorização da cultura e música amazônica, além da consolidação da diversidade cultural.

A tradicional programação de férias dos macapaenses continua até hoje, permanecendo o evento ao longo de 44 anos. Há quem conteste a origem, situando 1980 como marco inicial. Mas, no geral, o Macapá Verão continua fazendo o diferencial neste período de julho, trazendo visitantes do interior e de outros municípios do Amapá, animando os que não saem daqui no período de férias de julho, e também os que vêm de outros estados brasileiros, transformando-se num espetáculo grandioso, bem participativo, e permanente para a felicidade dos moradores de Macapá.

Macapá Verão 2019

Este ano, serão mais de 10 estações durante a programação, mais de 112 apresentações culturais em doze balneários, praças e distritos. Nas tradicionais domingueiras, são esperados mais de 4 mil veranistas. Para tudo isso dar certo, a prefeitura está em pleno vapor com serviços envolvendo todas as secretarias e coordenadorias do Município. São feitos serviços de limpeza, roçagem, poda, pintura, recuperação asfáltica, plantação de mudas, iluminação das vias, sinalização dos espaços, além, é claro, da segurança reforçada com a Guarda Civil Municipal de Macapá.

Então, prepare-se para fazer história, porque a tradicional programação de verão iniciará neste domingo, dia 7 de julho, e ocorrerá até 1º de agosto, tendo como novidades as estações Brega, Nerd e Poesia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *