Internet lenta + Justiça Lenta

O promotor de Justiça André Araújo, do MP-AP, quando respondia pela Promotoria do Consumidor, entrou com Ação Coletiva de Consumo contra a empresa TIM Brasil, por causa das inúmeras reclamações de usuários sobre os péssimos serviços de internet móvel, oferecidos pela empresa.

Pasmem. A ação do promotor André deu entrada em 03.07.2009 na justiça do Amapá.

Até hoje, e 4 folhas de papel oficio com movimentações pra lá e pra cá, a ação nunca foi apreciada pela justiça.

Na ação, o MP-AP alegando sobrecargas de usuários, pede que sejam suspensas as vendas de novos planos de internet e indenização aos clientes lesados, que não recebem a qualidade do sinal que contrataram.

Pra quem quiser ver o processo, o número no sistema do TJAP, Tucujuris, é 0024195-76.2009.8.03.001.

  • NÃO ENTENDO O QUE ANDA OCORRENDO COM A JUSTIÇA DO AMAPÁ.. QUE JÁ FOI EXEMPLO DE CELERIDADE. HÁ PROCESSOS QUE VOCÊ PROTOCOLOU EM JANEIRO E NEM SEQUER FORAM DISTRIBUIDOS. BEM COMO A PAUTA DE AUDIENCIA DE 2014 JÁ TÁ CHEIA… MARCANDO AUDIENCIA PARA 2015.

  • Realmente se faz necessário que cobremos dessas empresas exploradoras do dinheiro humano, que na verdade, jogam sem nenhuma cobrança de todos nós, pensando que somos coniventes com as suas respectivas mazelas de bem usufruirem das demandas exploradoras e não tomarmos pelo menos medidas paliativas pra cima dessas empresas impostoras. Precisamos agirmos diantes dessas situações escabrosas e, que apoiemos totalmente nossas autoridades do Ministério Público.
    Peia neles!

  • Olha eu tenho um modem da TIM e por incrível que pareça eu tenho 5 mega de velocidade e depois de 23 hs passa para 10 megas….e eu tinha um pacote de 3 megas da Você e tinha 275 kbps de velocidade. Cancelei a Você, tô só com a Tim, estou satisfeita e esperando a instalação da Oi. Infelizmente não temos serviços de qualidade, prova está ai a Justiça. Estamos em terra de ninguém !

    • É verdade tem processo que há três anos caminhada na Vara da Fazenda publica que não sai do lugar, já foi dado a setença mais ainda não foi pago e assim fica a justiça não dá nenhuma resposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *