Imap faz análise das águas dos balneários e praias do Estado

O Instituto do Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Amapá (Imap) está promovendo no período de 15 de junho até o final de julho, em Macapá e mais três municípios do Estado, o projeto Águas Claras.

A ação visa promover o levantamento da balneabilidade das águas dos principais balneários do Amapá como Curiaú, Araxá, Santa Inês e Perpétuo Socorro, em Macapá; balneário e orla de Porto Grande; orla do município de Ferreira Gomes; e Anauerapucu, em Mazagão.

Já foram realizadas cinco campanhas, seguindo a Resolução nº 274, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), que classifica a água como própria ou imprópria para banho, que avaliou o índice de contaminação da água, por coliformes termotolerantes (coliformes fecais e Escherichia Coli).

De acordo com os resultados das cinco primeiras campanhas apresentadas pelo Imap, todos os balneários avaliados estavam próprios para banho. A identificação dos locais é feita pelo instituto por meio de placas, que são fixadas nos locais. (SECOM)

  • Cara Alcilene, solicite do IMAP cópia dos laudos dessas análises de água dos balneários para dar publicidade, haja visto que o IMAP não realiza tais análises, precisamos saber se isso é realmente verdade, necessitamos garantir a saúde de nossas crianças nesses balneários.
    Obrigada.

  • Eu não acredito nesses exames do IMAP. Um rio que recebe toda a rede de esgoto sanitário de Santana até a orla de Macapá, não pode ter água em condições de uso pelos banhistas. Isto é pura politicagem, pois se disserem que a água é imprópria, toda a programação do Macapá Verão vai pro esgôto. É bom exigir o laudo do IMAP e publicá-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *