Hospital Alberto Lima começa a ser reformado e ampliado

Maior referência em saúde de alta complexidade do Estado, o Hospital de Clínicas Alberto Lima (HCAL) começou nesta segunda-feira, 10, a passar por uma grande reforma e ampliação. O lançamento da obra ocorreu na manhã desta segunda-feira, quando o governador do Amapá, Camilo Capiberibe, assinou a ordem de serviço para o início da construção.

A partir de agora, a Edifica Engenharia, empresa vencedora do certame, terá 10 meses para entregar o novo hospital. As obras contemplam a modernização das redes elétricas, hidrossanitárias, telefônicas, de dados e sistema fechado de TV. Serão substituídas por novas as instalações de fluidos medicinais, vapor condensado, gás de cozinha e sonorização. Paredes, forros, telhados e sistema de tratamento de esgoto também serão trocados.

Está prevista, ainda, a construção de outros dois centros cirúrgicos e UTIs com dez novos leitos. Na ampliação estão previstos laboratórios de Anatomia Patológica e Farmatológica, Residência Médica, Cozinha Industrial e Nutrição Parental – que terá capacidade para atender, além do HCAL, os Hospitais da Mulher Mãe Luzia, da Criança e do Adolescente, e de Emergência. Com as obras de reforma e ampliação, passará de 80 para 220 o número de leitos no HCAL.

Outra importante novidade do projeto foi anunciada pelo governador Camilo Capiberibe. Segundo ele, a atual Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) vai ser transformada em um Centro de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon), que ofertará o serviço de radioterapia. “Atualmente, os nossos paciente que precisam de radioterapia têm que viajar para fora do Estado. Em dez meses, isto não será mais necessário”, asseverou o governador.

Ele também lembrou que o recurso de R$ 13 milhões da emenda parlamentar que garante a execução do projeto, alocado pela deputada federal Dalva Figueiredo, foi reservado ainda em 2007, mas não foi liberado pelo Ministério da Saúde (MS) porque o governo da época não apresentou nenhum projeto.

Capiberibe aproveitou para fazer um resumo de como a gestão está investindo na estrutura da saúde no Estado. “Tudo isto faz parte de um plano regional de investimentos com recursos de R$ 165 milhões do BNDES. Este plano, além desta obra do Alberto Lima, prevê UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento) nas zonas Norte e Sul [de Macapá]; o Hospital Casa de Parto, que já está licitado e será construído em frente ao Super Fácil da zona Norte [de Macapá]; o Hospital de Laranjal do Jari, cujas obras serão licitadas no próximo dia 26; bases do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que serão construídas em sete municípios; e o Hospital da Criança, que já está em construção e vai ampliar mais dois blocos e reformarão os já existentes. O Hospital de Santana também será duplicado”, listou.

Outra boa notícia foi dada pela secretária de Estado da Saúde, Olinda Consuelo. Ela anunciou que nos próximos dias deverá ser feita a terceira chamada do concurso da área. Além dela e de outros gestores do Executivo estadual, também estiveram presentes na solenidade os parlamentares da bancada federal amapaense – Evandro Milhomem, Janete Capiberibe e Fátima Pélaes; os deputados estaduais Júnior Favacho e Jaci Amanajás; além dos vereadores Alan Ramalho, Rocha do Sucatão e Neuzinha Velasco.

Além de recursos da emenda parlamentar, a obra do Alberto Lima conta com a contrapartida do Estado, através do Programa de Obras e Ações para Mudar o Amapá (PROAMAPÁ), do Governo Estadual.

Elder de Abreu/Secom

  • Eu fico vendo o Caos da saude neste Estado, na questao estrutural e de gestao de pessoas….
    Me espanta a quantidade de dinheiro gasto com reformas, remendos, retalhos, puxadinhos…
    As superbacterias continuam presentes no Pronto Socorro e as condiçoes de atendimento ao cidadao na mesma e o nosso dinheiro vao como sempre pelo Ralo da incompetencia..
    Urge a necessidade de um compromisso com a saude Publica deste Estado, privada tambem…
    Por que nao pegam um pouco do muito desse dinheiro gasto com essa medidas paliativas e constroem um hospital decente pra este Estado????
    Por que tao pouco se tem feito que nao seja remendos???
    Ate quando mandaremos nossos familiares com arranhos e gripezinha pra la….e receberemos eles com estado de saude mais grave…uma pneumonia por exemplo…
    Chega de falacias….vamos levar saude a serio..!!!
    É meu desabafo!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *