História dos Games Parte V. A quinta geração dos consoles

*Gabriel Cavalcante Leão Dias – Design de Games 

A quinta geração dos consoles foi a geração de quando os jogos começaram a fazer o salto definitivo do 2D para o 3D. Antigamente a guerra era para ver qual console conseguia ter mais bits, e na quinta geração a guerra virou para ver quem conseguia fazer melhor uso da tecnologia 3D e também houve a mudança da mídia dos jogos para o CD-ROM, visto que, os CDs possuem mais capacidade de memória do que os cartuchos e  também trouxeram um aumento na qualidade audiovisual. Os consoles principais desta geração foram o Playstation(o primeirão), o Nintendo 64 e o Sega Saturn.

Outro grande marco da quinta geração de consoles foi o começo dos jogos portáteis(Handheld). Console de videogame onde o maior apelo e seu principal ponto de venda é a capacidade de ser levado para qualquer lugar e poder jogar a qualquer hora e em qualquer lugar. Os mais importantes dos consoles portáteis da quinta geração foram o Neo Geo Pocket e o Game Boy Color, mas principalmente o Game Boy Color que foi um sucesso tão grande que até hoje a nintendo mantém parte do foco de seu desenvolvimento em proporcionar uma boa experiência portátil seguindo o seu sucesso  com o Game Boy Advance, o Nintendo DS e o 3DS e os 2 últimos consoles lançados pela Nintendo foram o Nintendo Wii U e o Nintendo Switch que juntaram a experiência de se ter um Home console e um Handheld  em um único console.

 

Para o Nintendo 64, que ainda usava cartuchos, conseguir chegar mais perto das melhorias trazidas por um CD-ROM, vários acessórios foram lançados para o N64, inclusive o N64DD que foi uma falha comercial no Japão e nem foi lançado fora do mercado doméstico

A criação do playstation é uma boa história para terminar este artigo. O playstation original era na verdade uma parceria entre a Nintendo, que queria desenvolver um complemento de CD-ROM para seus consoles, e a Sony. Mais especificamente um desenvolvedor da Sony chamado  Ken Kutaragi, que já havia trabalhado anteriormente com a Nintendo. O projeto no entanto foi cancelado por parte da Nintendo que acreditava que ia perder muito o controle se começasse a vender jogos pro CD. O CEO da Sony na época, Ohga Norio, que viu potencial no chip de Kutaragi, e assim que a Nintendo oficialmente cancelou o projeto conjunto, foi iniciado o desenvolvimento do Playstation. O resto é história, sucesso estrondoso e revitalizou o mercado por usar CDs, que são uma forma muito mais barata e acessível de gravar um jogo, e popularizou o Memory Card, um acessório que salva seu progresso no jogo, possibilitando aos desenvolvedores criar jogos ainda maiores que poderiam levar dias para ser completados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *