Grupo de Adiomar quer mais espaço no governo

O PROS, partido do candidato a vice na chapa de Gilvan Borges, Adiomar Veronese, está reivindicando mais espaço no governo de Waldez Góes.

O empresário Viterbino deve deixar a Agencia de Desenvolvimento nos próximos dias. O problema é que Gilberto Laurindo, que está sendo indicado pelo grupo para o cargo, anunciou em reunião na Jucap, que estava saindo para assumir a Agencia de Desenvolvimento. O anuncio pegou mal no governo, pois seu nome ainda não foi aceito pelo governador Waldez Góes e não foi bem recebido na equipe.

O grupo também quer indicar o economista Jurandil Juarez para a Seplan. Mas Waldez já disse para os mais próximos que não vai nomear.

Firma o corpo, Telinho!

  • Rapaz, essa negócio de loteamento de cargo é merda personificada. Nunca um governante vai poder realizar suas metas dessa forma, sem pulso,sempre à mercê dos “parceiros”, cada vez mais gulosos.
    Lembro de uma vez em que um desses indicados por acordo político, foi instado pelo governador para realizar um certo evento. Ficou muito puto. Escroteou com o emissário. Rasgou o pedido do governador, e mandou um recado: que se quisessem, fossem pedir ao seu partido. Ponto final. Ficou por isso.

  • Imagino um importador de frango do Paraná para o Amapá, com preço exorbitante, sendo candidato a Vice prefeito de Macapá. Será que não vai de encontro com a política do Governo de incrementar o agronegócio? Será que vai desenvolver a cadeia produtiva da soja e produzir ração para criação de aves? Duvide-o-dó, Será que não vai ser isento de impostos por ser candidato do Governo e depois o próprio governo diz que caiu a arrecadação, pois bem acho que vai ser somente a manutenção do Time da Chapecoense como disse certa vez um Pároco dos Capuchinhos,que os Amapaenses são os patricinadores do time do Paraná.

    • Acho que o que vc escreveu nao tem nada a ver. Ele tem direito como qualquer um que more e produza no Amapá, a ser candidato..

  • Desde já torcendo pela mudança na SEPLAN. Ter liberal tupiniquim na SEPLAN da nisso: quebra a base da economia amapaense, q é o servidor público (ainda), e leva consigo o comércio a falência. #ForaTELES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *