Governadores da Amazônia discutem clima e proteção ambiental com EUA e Europa

Novas metas para o combate aos crimes e à vulnerabilidade dentro da Amazônia durante a pandemia de covid-19 foi a pauta da videoconferência do governador do Amapá, Waldez Góes, governadores da Amazônia Legal e embaixadores dos Estados Unidos e Europa.

Os embaixadores, Todd Chapman, dos EUA; Heiko Thoms, da Alemanha; Nils Martin Gunneng, da Noruega; Peter Wilson, do Reino Unido; e Ignacio Ybáñez Rubio, da União Européia, mostraram interesse em colaborar com a Amazônia, incentivando os gestores estaduais a manterem o foco nas ações do Fórum dos Governadores.

“A pandemia tem feito com que, de forma urgente, todos os entes políticos unam forças para combater a vulnerabilidade na Amazônia, enfrentando as atividades ilegais. Agradeço a importância que os embaixadores estão dando às políticas públicas ambientais, renovando o compromisso de ações para a nossa região”, ressaltou Waldez.

O governador pontuou ainda a disposição da retomada do fundo da Amazônia e que os governadores e embaixadores consigam aumentar os encontros e discussões sobre a região.

“Hoje dependemos mais ainda de um ponto de convergência na agenda com a comunidade europeia e com o governo americano. Após a eleição do presidente Biden, os Estados Unidos estão dispostos a manter um compromisso da agenda do clima e do planeta”, afirmou Góes.

Entre os governadores da Amazônia estavam também o governador do Acre, Gledson Cameli; do Amazonas, Wilson Lima; do Maranhão e presidente do Fórum, Flávio Dino; do Mato Grosso, Mauro Mendes; do Pará, Helder Barbalho; de Rondônia, Marcos Rocha; de Roraima, Antônio Denarium e de Tocantins, Mauro Carlese.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *