Governador visita obras da Norte-Sul

 

 

A visita do governador Camilo Capiberibe à rodovia foi para anunciar que os empecilhos burocráticos que impediam o início do terceiro lote já estão sanados e que, ainda este ano, os trabalhos devem ser reiniciados.

“O fato é que as obras não pararam, nem no primeiro, muito menos no segundo lote. Neste momento os operários estão fazendo o meio fio e o gramado do canteiro central”, comentou o governador informando que o principal objetivo da obra é oferecer uma via de acesso para desafogar o trânsito na zona Norte de Macapá.

Acompanhado do secretário de Estado dos Transportes, Bruno Mineiro, o governador conversou com trabalhadores e constatou a qualidade dos serviços que estão sendo executados.

A Norte/Sul

Na primeira são 2.800m de extensão e mais 277,9m do acesso 1. No acesso 2 são 287,59m. No acesso 3, 586m e 90,32m de duplicação do acesso à pista, com total de 4.041,81m.

Os investimentos do Governo do Estado do Amapá, nesta primeira etapa da obra, são de R$ 12.815.360,34 executados por administração direta do Estado, através da Secretaria de Transportes.

Na segunda etapa, os investimentos totalizam R$ 20.214.978,00, na obra de 5.560m de pista, 612,11m do 1º acesso e 90,32 do acesso à pista, no total de 6.262,43m com fonte de recursos do Banco de Desenvolvimento Social (BNDES).

O edital da terceira etapa já foi lançado e o certame ocorrerá no dia 20 de setembro. Esta etapa está orçada em um valor total de 20 milhões de reais, para a obra de pavimentação asfáltica de 2.420m, com recursos da fonte do BNDES.

Com informações de Paulo Ronaldo/Secom

  • tenho uma impressão cá com os meus bigodes, q o terceiro lote tá sendo barreirado la em cima, só pra atrapalhar o Camilo, se não, como é q libera dois lotes e amarra o a liberação do terceiro, não precisa procurar no google

  • Infelizmente esta obra não vai melhorar a vida dos moradores da zona norte, visto o gargalo que vai se forma na Duca Serra. Sugestão: construir viaduto junção das rodovias e transformar em mão única a Pe. Julio e Cora de Carvalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *