Gostei, concordo e por isso posto

Comentário do diretor de Piratas da Batucada, Jaezer Dantas, um dos que, foram cortados do desfile da escola este ano. E um dos que dão sangue em todos os grandes carnavais de Piratas.

“Em 1990 conheci uma bela e grande escola, me identifiquei pois venho de família grande, com pensamentos diferentes, mais com a imensa disposiçao de ser feliz. Desfilei na FAB, de pierrot duas vezes, de egipicio. Em 1996 me estabeleci em Macapá e abracei essa escola. Fui campeao, chorei com os meus por derrotas, tidas ou impostas. Sou Piratao do barracão, do ateliê, de puxar carros desde a madrugada para avenida. Tive o prazer de conhecer alguns dos que construíram essa Grande escola, e outros que só querem uma fantasia pra desfilar no mar de ouro que promovemos na avenida. Como tantos outros, amanheço com minha família, desfilando, mostrando um fazer carnaval pro delírio de outros tantos que esperam o show de Piratas da Batucada. Nos últimos dez anos faço parte de nossa Diretoria. Já vi brigas que faziam os adversários vibrarem com o iminente racha de nossa Barca, que chegou a ser chamada de catraia. A quantidade de títulos que acumulamos em nossa historia, demonstra a capacidade piratista de fazer carnaval. A diversidade de pensamentos sempre foi e sempre será marca de nossa escola. Em nossa diversidade concentra-se uma de nossas maiores forças, que é a capacidade e qualidade individual de cada um membro desata família. Tal qual a “fenix” ressuscitamos das cinzas. Hoje, lamento profundamente a crise gerada e instalada que poderá gerar graves conseqüências a escola. Fazer carnaval é acima de tudo um desfio de aglutinar pessoas. Fazer carnaval é dar vida ao inerte isopor. Fazer carnaval é mostrar os sonhos e as fantasias na passarela da vida”.

  • Ai Eu pergunto: Como podem ficar de fora da Escola pessoas como essas?
    Jaezer, D. Wilka, Marcelo Zona Sul, Teco, Reginaldo França e outros que querem limar do Piratão. Essas pessoas são simplesmente a raça da Escola!
    O que é isso Companheiro?

  • Fui presidente da escola em 1985, da época de Cauby Melo, Waldir Carrera, Ferrinho, Jardel, Zuza, Mata, Manoel Torres, Monteiro e tantos outros. Daqui de Brasília só posso pedir aos atuais dirigentes que deixem as vaidades, aparem as arestas, dêem as mãos e coloquem a escola na avenida, pois, Piratas da Batucada é a nação do bairro do trem e está acima de qualquer picuinha.

  • Ontem, passando pelo Trem Desportivo Clube, fiquei inojado com a atitude covarde do presidente Gilson Rocha. Todos nós que somos torcedores do Piratão sabíamos da reunião que teria ontem. Ele ao invés de ir para reunião, estava na esquina vendo o que acontecia, acompanhado de seus cupichas. Presidente deixe de ser covarde, não tens a mínima condição nem de estar no Piratão, quanto mais ser presidente. Agora sei que a culpa do que está acontecendo com a MINHA ESCOLA QUERIDA é sua, do diretor que acabou com o meu Ypiranga e com o bocudo doido que só sabe infernizar e envergonhar o bairro do Trem.

  • ALCILENE…FICO TRISTE EM SABER QUE A ESCOLA QUE DURANTE MUITO TEMPO VEM DANDO SHOW NA AVENIDA ESTEJA PASSANDO POR ESSE MOMENTO…ESPERO QUE Sr. GILSON ROCHA FAÇA UM EXAME DE CONSCIÊNCIA…QUEM FAZ O ESPETÁCULO NA AVENIDA SÃO AS PESSOAS QUE DÃO O SANGUE PELA ESCOLA, COMUNIDADE QUE VESTE A CAMISA E LOTA AS ARQUIBANCADAS DO SAMBODROMO…NÃO FAÇA O QUE VC FEZ NA PREFEITURA COM JH…SUCATEARAM AQUELA CASA.

  • Jaezer, tú es autoridade. Do partido da Dalva e do Joel, que
    são parceiros políticos do Waldez, que é o cara que banca o carnaval. E veja lá, sem o Waldez e o Roberto não tem carnaval porque a maior parte do dinheiro que as escolas usam nas suas estruturas vem do poder público, seja municipal, estadual ou federal. Então bota banca, porque esse ano é de eleição e o Waldez prefere o teu apoio do que o do Gilson. Tú tras voto e o Gilson leva. Simples assim. Tú não vistes o caso do sucurijú. O Roberto manteve o cara e defenestrou a presidente da liga. É porque o sucurijú trás voto e a presidente leva. Então, mermão?

  • TUDO VERDADE, o Gilson tava na esquina, ansioso com a chegada do oficial de justiça. Medo de que que ele tem?????? Se ele não tem medo e nem vergonha de apanhar na cara em público ( no sambódromo, carnaval 2008)da namoradinha-danaDONA-loirinha-mulherzinha-brava-sei-lá-o-que-dele) rsrs. Ilária a Cena!
    Bonito o que o cara aí, jaiser falou, dá p ver o orgulho q sente em ser piratão.

  • Muito CACIQUE” pra pouco “ÍNDIO”…Todos se acham donos da escola e querem que, quem a preside faça aquilo que eles “ACAHAM” que é o certo!!como o Gilson não baixou a cabeça para os “INSUBSTITUIVEIS” O TECO e CIA querem dar o golpe. Quem perde a Escola!

    Um conselho aos insubstituiveis sejam humildes, pois qndo um não quer dois naum brigam!!!

  • Alcilene, as brigas dentro do Piratão não são novas e nem vão acabar, pois o que fizeram com o meu PAI, um dos fundadores da escola, demonstra claramente que alguns interesses são colocados acima da escola, se voce não se lembra na epoca que o monteiro era o presidente, proibiram o meu Pai de desfilar na escola que ele fundou, e ainda queriam espulsa-lo da mesma e como ele mesmo disse na epoca aos conselheiros da escola, “NÃO SE EXPULSA FUNDADOR DE AGREMIAÇÃO” e nem por isso ele deixou de amar a mesma, dirigentes vão e vem, mas a escola fica, pois me lembro como se fosse hoje, onde no dia anterior ele tinha me dito que nem pro desfile ele iria e para minha grata supresa, eu, que estava no palaque oficial nesse dia, vi ele acompanhando sua agremiação de coração ao longo do desfile na avenida FAB(e olha que quando chegava essa epoca, ele simplesmente se mudava de casa para barracão da escola)do começo ao fim. Eternas Saudades a JECONIAS ALVES DE ARAÚJO.

  • Pelo amor de Deus, foi uma verdadeira vergonha a apresentação do meu querido Piratão no festival de saba de enredo, chapeu de palha, que te viu Piratão? mas tambem com Gilson Preguiçoso Rocha, o Mata Bocudo, o Jorge Rebaixa Xerfan e o Bobo da corte, esperar o que? Já vi bloco com samba enredo mas escola com musica de bloco é a primeira vez e deram sorte porque um jurado amigo deu notas errôneas a outras duas escolas, se não ficariam na rabeira. A comunidade do bairro do Trem tem mais é que ficar em alerta com essa diretoria que nunca meteu a mão no bolso. Hoje as alegorias estão ainda no osso.É uma vergonha. E outra coisa: Eládio cuidado com que tu tira onda, o Marcelo Zona Sul é da comunidade e tu deve muita coisa pra ele. Respeita as caras.

  • Sabemos que não se deve falar mal de ninguém, mas constantemente nos pilhamos nesta situação, por detrás de cada gesto de critica, feita na ausência do criticado, esconde-se um complexo de inferioridade, ato de covardia ou prepotência. Afinal quem nos dá o direito de sujar o nome de alguém?
    Se você nunca foi criticado ou caluniado é porque também nunca fez algo que realmente repercutisse na vida dos outros, nenhuma pessoa, que qualquer que seja a razão, veio a torna-se importante, amado e admirado, pode se dar o luxo de controlar a própria imagem, haverá sempre quem abuse dela.
    Eu, você, qualquer pessoa que covardemente julgamos e falamos mal dos ausentes e não lhe damos direito de defesa, porque o que interessa não é a verdade e sim nosso ponto de vista, merecíamos passar pelo tribunal humano, porque, pelo divino é certo que haveremos de passar.
    Por isso, Critique, denuncie, proteste, exija mudanças, mas faça um favor a si mesmo, encontre alguma coisa de bom no mundo e nos outros para elogiar, se não fizer isso acabará infeliz e amargo. Quem brinca de picar os outros acaba um dia picando a si mesmo.

  • Essa história de condenar a política (partidária ou não) pelas crises é um pecado com um dos maiores instrumentos do embate pacífico já criado pela humanidade. Acredito que fugir das crises não o melhor pra nenhum grupo (político ou carnavalesco). Admiro quem sabe administrar crises e principalmente, quem sabe superá-las e ainda aprende com elas. Penso que é isso que falta para quem dirige o Piratão.

    Quem se propõe a agrupar gente deve saber que elas (as crises) não pedem passagem (nem no samba). Faz parte da natureza humana a divergência.O despreparo frente as disputas é que causa a desarmonia e falta de enredo. Por isso gostei do comentário do Jaezer: Forte, mais cheio de ternura, por que afinal, carnaval é sobretudo poesia … Melhor Sorte Piratão!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *