• também admiro esta empresa de suceso
    + apenas como empresario, mas nunca como
    político se eu fosse ele fica apenas nesse
    ramo de empresas e investimentos privados e não na politica pra ele se comrromper

  • Tem que ser politico sim. O Amapá precisa de gente nova nessa politica velha e suja. Eu voto e ainda pedirei voto.

  • Não aprecio aqueles que construiram o seu patrimônio amparados em heranças recebidas e/ou financiamentos bancários a juros modestíssimos, ou ainda, em leilões judiciais não muito explicáveis. O SEBRAE sabe do que estou falando. Prá finalizar, ouvi o que foi dito por gente grande num cafezinho no aeroporto em Brasília: “Se o Jaime quer ser candidato, que pegue a estrada e funde um partido”. Faça igual nósss(sic), ora bolas.

    • Paulo Cezar. O jaime trabalha muito. Ele cresceu um patrimônio endividado que herdou do pai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *