Fome no plantão

Profissionais de saúde estão sendo tratados a “pão e água” nos hospitais do estado. Aliás, só a água.

A empresa que fornece alimentação, alegando falta de pagamento, cortou a alimentação dos profissionais que trabalham em plantão de 12 horas.

Atualização

Nota de esclarecimento – Alimentação dos profissionais da Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) vem a público esclarecer, em especial aos profissionais da Saúde, sobre a suspensão do fornecimento de alimentação para os plantonistas, ocorrido desde o último dia 24. A Sesa confirma que está em dia com o pagamento das faturas da empresa Nutri & Service Alimentos, responsável pelo serviço de fornecimento de alimentação de algumas unidades hospitalares da rede pública estadual, entre elas o Hospital de Emergência (HE). Ao tomar conhecimento da atitude da empresa, a Sesa imediatamente tomou todas as medidas de apuração e respectivas ações de penalidades jurídicas contra a mesma. A Sesa informa ainda que o fornecimento da alimentação aos profissionais será normalizado a partir da tarde desta segunda-feira, 28.

 

  • O ruim disso são os funcionários que não votaram no waldez (por motivos óbvios) e agora pagam o pato por aqueles que votaram…

Deixe uma resposta para da Rocha Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *