Fiscal condenada à perda da função

Fiscal da receita estadual presa em flagrante há uns anos atrás, pedindo propina em loja de confecção, foi agora, julgada e condenada à perda da função pública, multa e perda dos direitos políticos. A sentença, dia 16.12.2015 é do juiz Mário Mazurek. E a ação é da Promotoria do Patrimônio Público do Mp-AP.

“Prosseguiremos no combate desses desvios, com o firme propósito de excluir da vida pública, todos aqueles servidores que agirem com improbidade e ilicitude no exercício do seu mister”, disse ao blog o promotor Adauto Barbosa.

  • Essa condenação tem um efeito pedagógico positivo. Há algum tempo, um fiscal da receita estadual foi preso em flagrante por ato semelhante, mas a prova do crime simplesmente sumiu, o inquérito foi arquivado e o fiscal ainda se achou no direito de promover ação de indenização por danos morais contra o empresário vítima.

  • Caríssimo Dr. Evaldy Motta!
    Acredito nas suas informações, até porque o tenho como pessoa íntegra, digna e profissional de escol.
    Assim, envie-me maiores detalhes disso para que eu possa investigar com a maior profundidade possível.
    Como sabido, as searas administrativa, criminal e cível são independentes. Portanto, nessas duas últimas eu posso ir ao fundo de uma cova se preciso for, para colocar fora da Administração Pública, alguns servidores carentes de uma boa formação ética, moral e cristã. Aguardo…

  • Os servidores precisam compreender que são servidores, servem a sociedade e não apoderadores do bem público. Dr. Adauto sou seu fã e vc, sua equipe e todos que trabalham com seriedade merecem todo o meu respeito. Aliás não era sem tempo que esses fiscais precisavam de uma resposta. A lei deve ser cumprida é o que a sociedade espera.
    Parabéns.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *