Fakes

Para capitalizar a empresa LMS, de Luciano Marba, foi feito um negócio da China, ou melhor, de Anajás-Iha de Marajó, com pagamentos de precatórios, no ano de 2007.

Para entender melhor, veja as matérias do Jornal do Amapá, que estão no portal G1, clicando aqui e aqui.

O que ainda pode surgir consegue ser mais grave. Os precatórios pagos podem ser falsos. Segundo uma fonte que conhece o processo desde o inicio, são falsos com certeza e foram esquentados para serem pagos. Totalmente mandrake.

 

  • Corrigindo ai pessoal, o CARTORIO EULÁLIA GUIMARÃES fica no Município se Anajás e a Tabeliã chama-se Zuleide Guimarães. O Município de Anajás fica licalizado no Centro geográfico da Ilha do Marajó, portanto fica a correção e o pedido para que dêem uma olhada na Geografia do Estado do Pará .
    Muito obrigada.

  • Alcilene Anajás e a terra do seu amigo Vilas Boas e a Tabeliã do Cartório Guimarães não ė flor que se cheire.

  • Cara Alcilene,
    o Cartório que fez esse negócio da China, é do Anajás, que é um município do Ilha do Marajó e não de Afuá.

  • poderiam investigar o que o secretario municipal de finanças anda fazendo por trãs dos panos na prefeitura…..proibiu os fiscais de ir pra rua, persegue os funcionarios e negocia as escuras com contribuinte empresarios….ja ja a bomba de escandalois vai sair …..

  • Cara Alcilene,
    por favor, faça a correção no blog, sobre o cartório ser de Afuá….os afuaense, agradecem.

  • Um Zé Ninguém virar empresário de uma grande empresa de vigilancia. Ele nasceu sim alí no seio da Harmonia, ou do útero dela. Claro que aí tem esquema pesado. Pior é que tem gente jornalista que defende o moço. Por que heim ? Aqui no Amapá vale sempre a frase do grande pensador contemporaneo Gabriel “O Pensador”…. “TODO MUNDO SABE DE TUDO E NINGUÉM SABE DE NADA”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *