Esquentando

Esquentam as cadeiras dos gabinetes das secretarias do governo de Camilo Capiberibe, que toma posse em 01 de janeiro de 2011.

Professor Marcos Roberto, para a Seed.

Economista José Ramalho, para a Seplan.

Músico e Produtor Cultural, Zé Miguel, para a secretaria de Cultura

Jornalista Eduardo Neves, para a secretaria de Comunicação

Advogado Juliano Del Castilo deve assumir importante função no governo. É chefe de gabinete de Camilo na AL, dirigente do PSB, primo, amigo e chapa de todas as horas. Casa Civil tá quente.

Vereadora Cristina Almeida, eleita deputada estadual, está cotada para assumir uma secretaria.

  • A Dep. Cristina Almeida tem que perceber o porque e para que ela foi eleita. Assuma e se dedique ao seu mandato e deixa o Governador Camilo escolher de forma tranquila e equilibrada sua equipe. Cada ser no seu devido lugar. O governo passado se notabilizou pela fatiamento das funções públicas, sem ter na competencia seu principal requisito.
    O Amapá, precisa ser mais justo com seu povo e justiça se faz, com rsponsabilidade.

      • Até o presente momento, eu nunca tinha ouvido um nda sobre Cristina como Secretaria… Acho que nem ela sabe disso! Rs rs rs…

    • Caro Amigo… A Cristina se notabilizou pelo competência e probidade na administração pública…Não compare um Adauto com a Cristina. Isso seria um absurdo! Ela seria um boa Secretaria na SMIS, Mulheres ou de Negros… Deixe de besteira! No entanto, não acretido que ela assuma Secretaria! Acho que nem ela sabe disso!

  • Pessoal…não acredito que a Dep. Cristina Almeida vá assumir uma secretaria…com certeza e justiça seja feita ela possa indicar esse gestor…afinal…Cristina é a representante do Governo na Assembléia…e o povo confia nela…pois assim foi eleita.
    Memorial técnico ela tem pra isso…portanto deixem as águas rolarem…pois acreditem…Ela já recusou nestes dias…algo muito superior em termos de Brasil do que uma secetaria Estadual. A Cristina é nossa e ela sabe disso!!

    • Tb não creio que Cristina vá aceitar isto,acredito sim,que ela deva honrrar os votos recebidos e cumprir seu mandato dentro da AL,foi p/isto que foi eleita.Zé Miguel é um bom nome p/a Sec. Cultura.

  • edson souza disse:
    29 de novembro de 2010 às 17:01ola pessoa eu tenho um amigo que esta com cancer o nome dele e vanderson faça parte deste ato de solidariedade estou vendendo rifa do vanderson…data :04/12/2010 local igreja n.aparecida hora:10hs rifa. R$ 5,00 reais fala com edson souz 9144-3797

  • Esses nomes já são certos? Se positivo, fico radiante com o nome do grande irmão e parceiro Zé Miguel, para quem o conhece bem, sabe das excelentes intenções e de seu caráter indubitável. A cultura do Amapá se fortalece com seu trabalho. Boa Sorte a todos, pois será um grande desafio, pois há a esperança escancarada no povo amapaense nesse novo governo.

  • Muito bom o nome do Zé Miguel p/Secretaria da Cultura tem tudo a ver com a pasta, se isso se confirmar desejo boa sorte.

  • A secretaria de educação não ficará sob a responsabilidade do profº Marcos, a pessoa indicada está fazendo parte da equipe de transição e é uma mulher competente e dinamica.

  • Caros (as) leitores (as)
    Reportando-me a equipe de governo do Governador eleito Camilo Capiberibe, cabe-me fazer algumas ponderações, pela prerrogativa que tenho, de ser brasileiro, amapaense e acima de tudo ser humano, que pago meus impostos e que na verdade, não sou cliente do Estado, sou chefe do Estado, da mesma forma milhares de amapaenses e brasileiros.
    O Amapá é um estado cuja sua maioria populacional é tida por Afrodescendentes. A política adotada pelo Governo Federal, tem como elo principal, a relação entre os segmentos sociais e as políticas públicas. Que são elementos primordiais. Quando bem definidos, tendem a resolver problemas, que outrora não se encontravam respostas.
    Falo isso, por conta do surgimento de Ministérios e Secretarias que tem Funções especificas dentro da inclusão de gênero e raça. Como a SEPPIR (Federal) e SEAFRO (Estadual), que são órgãos que compõem o primeiro nível de escalão, e que não podem servir como trampolim políticos para estes ou estas, que se valem da cor da pele, para enfatizar um discurso hipócrita e demagogo, afim de enganar e tumultuar as relações de crescimento, lideradas por pessoas que de fato tem o respaldo político e técnico, para prover o crescimento tão necessário para estas populações.
    Seafro não é secretaria de acordo político partidário, é uma conquista do movimento negro do Amapá, UNA, CCADA, FECAB, Movimento HipHop, Capoeira,Comunidades Tradicionais e outros que verdadeiramente integram e batalham por uma inserção verdadeira do Povo Afro do Amapá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *