Espaço cultural Venina Trindade

Inaugura nesta quarta-feira, dois de dezembro, o novo espaço cultural da vice-prefeitura de Macapá na Avenida FAB, 480.

O espaço levará o nome de Venina Francisca da Trindade, uma das pioneiras do Marabaixo. Funcionária Pública Federal, Venina exerceu a função de agente de portaria nas escolas Princesa Isabel e Azevedo Costa e depois na Secretaria de Educação.
Mas foi na escola Princesa Isabel que começou a ensinar os
passos do Marabaixo, estendendo a atividade para as demais escolas da rede municipal de ensino a partir de 1970.
O projeto desse espaço cultural foi criado pela vice-prefeita de Macapá, Helena Guerra, e servirá para divulgar os
trabalhos dos artistas.

D. Venina e seu tacacá na Praça da Bandeira
D. Venina e seu tacacá na Praça da Bandeira
  • Muito justo a escolha do nome da D. Venina. Lembro desse fogareiro…Veja so: por tras da D. Venina, onde hoje eh o predio do TJAP era, naquela epoca, o predio de uma Secretaria do Governo do antigo Territorio, se nao me engano era SAF (que hoje eh SEAD). Isso ai eram os anos 70 ou 80. As pessoas ainda podiam andar com tranquilidade pelas ruas.

  • Justa homenagem. Tive o prazer de conhecer e conviver com a Dona Venina na Escola Princesa Izabel. Era uma figura marcante. Creio que ninguém que passou por aquela escola, em meados dos anos 70 e início dos 80, não guarda uma forte lembrança dela. É claro que naquela época nós não tínhamos noção da importância dela para a história da nossa cidade. Porém, lembro que, por várias vezes, durante as aulas de Educação Artística, ela foi chamada pela professora pra falar sobre o Marabaixo. Tenho bem forte em minha memória o dia em que ela nos contou como Julião Ramos escreveu a música “Aonde tu vais rapaz?” Ela teceu comentários sobre os fatos narrados na letra da música. Dona Venina merece essa e outras homenagens que vierem.

  • Lembro da Sra. Venina quando estudava no Azevedo Costa. Uma justa homenagem. Essa foto já foi publicada no “Repiquete é Memória”. Acho que é do início dos anos 80. Tem uma faixa que pode-se ler I Encontro Internacional ou Nacional da Juventude Social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *