Encontro de Prefeitos e Prefeitas com o governo federal

Os principais desafios e oportunidades do Amapá foram debatidos durante o Encontro Estadual com Prefeitos e Prefeitas, realizado nesta sexta-feira, 04, pelo Governo Federal, com apoio da Prefeitura de Macapá.

 

Brasília nunca esteve tão próxima dos amapaenses, com a representação de 13 ministérios, que prestaram 228 atendimentos individuais, com auxílio aos gestores na execução de programas federais, bem como oportunidades de financiamento para os projetos municipais. A pauta do dia deu destaque à saúde e à educação, que ganharam palestras específicas, além de acesso aos instrumentos propulsores de planejamento e apoio à gestão local.

 

O Encontro cumpriu o seu papel, diminuindo a distância dos gestores com o Governo Federal, o qual trouxe a Macapá a ministra-chefe da Secretaria de Relações Institucionais (SRI), Ideli Salvatti, 15 dos 16 prefeitos do Amapá, além de secretários, gestores e técnicos.

 

Para a presidente da Associação dos Municípios do Amapá, Euricélia Cardoso, a participação ativa dos municípios mostra a intenção dos gestores em encontrar alternativas conjuntas para resolver problemas que são comuns nos municípios. “A presença de cada um dos prefeitos reafirma a intenção dos entes federados em juntos combaterem as desigualdades e, acima de tudo, fazer justiça social, afinal, cada município tem sua inquietação e particularidades”, disse.

 

O Prefeito de Macapá, Clécio Luís, destacou o estreitamento da relação do Amapá com o Governo Federal. “Temos muitas dificuldades e dependemos muito do Governo Federal, por isso, esse contato direto, nos colando frente a frente, eleva não apenas o nível da nossa relação, mas principalmente as possibilidades de captação de recursos”, ponderou Clécio.

 

A ministra Ideli Salvatti destacou a representatividade dos municípios na economia do país. “Não há um país forte com municípios fracos. Queremos que todas as cidades do Brasil tenham programas e investimentos do Governo Federal em andamento, e o Amapá é um estado forte, principalmente pela bancada ativa, a qual independentemente de partido, uniu-se em prol das demandas do Estado”, sublinhou.

 

Ideli Salvatti complementou com referências especificas na área da saúde, sobre o empenho da Presidente Dilma com o Programa Mais Médicos e os esforços para destinação de 15% da receita liquida da União para saúde. Outro ponto que atinge diretamente o Amapá foi o anúncio da retomada das obras do aeroporto, para janeiro de 2014.

 

A programação contou com a participação de representantes do Ministério da Saúde, Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Ministério da Educação, Ministério das Cidades, Ministério do Desenvolvimento Agrário, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ministério da Pesca e Aqüicultura, Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Ministério da Integração Nacional, Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Controladoria Geral da União (CGU) e Caixa Econômica Federal.

1-p=_DSC3430

Lílian Guimarães – Asscom PMM

 

 

 Asscom Prefeitura Municipal de Macapá
  • Não quero puxar a sardinha para minguém. Mas outro dia, ouvi no rádio o Prefeito Clécio falar sobre o assunto, em que o mesmo teria dito que fora responsável por esse encontro em Macapá. Na ocasião, ele dissera que por causa das dificuldades das prefeituras dos outros municípios em chegar à Brasília e aí digo eu: “dificuldades financeiras, logísticas e até mesmo, sem conhecimento de causa”, o nobre Prefeito está de parabéns. Na minha opinião essa ideia, essa atitude deveria ter partido dos nosso deputados federais e senadores. Outra observação minha, dos 16 prefeitos,”apenas 15″, quando coloco entre aspas, não quero saber qual o problema que este prefeito que não compareceu teve para não marcar presença.Isso deveria ser colocado para a população saber quem é esse “gestor”, ou o mesmo deveria vir a público, dizer porque não comparecera há tão importante evento de captação de verbas e de conhecimento para buscar melhorias para seu município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *