Em sessão virtual, procuradora-geral de Justiça Ivana Cei é empossada vice-presidente do CNPG para a região Norte

 
 
Nesta sexta-feira (17), em sessão solene realizada de forma virtual, foram empossados os novos dirigentes do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG), agora sob a presidência do procurador-geral de Justiça do Rio Grande do Sul (MPRS), Fabiano Dallazen. A PGJ do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Ivana Cei, assumiu a vice-presidência – região Norte – do Colegiado. A sessão foi transmitida do auditório Mondercil Paulo de Moraes, em Porto Alegre.  
 
A posse virtual ocorreu conforme estabelece o art. 2º, inciso I, da Ordem de Serviço nº 04/2020-PGJ do Ministério Público do Rio Grande do Sul, que suspende eventos coletivos realizados pelos órgãos do MP, que possam gerar aglomeração de pessoas, como medida de prevenção ao contágio e à disseminação do novo coronavírus (Covid-19).
 
Os novos dirigentes da entidade foram eleitos por aclamação para o mandato de um ano – 2020/2021. O agora ex-presidente do CNPG e procurador-geral de Justiça de Mato Grosso do Sul, Paulo Cezar dos Passos, ressaltou que o consenso na escolha do presidente e demais diretores demonstra unidade e maturidade do órgão na escolha das suas lideranças. “Agradeço ao empenho de todos e digo que foi um período de enorme aprendizado. Desejo sucesso aos que assumem”, manifestou Passos. 
 
Fabiano Dallazen, ao assumir a presidência do CNPG, destacou os enormes desafios da atualidade. “A instantaneidade da comunicação gera expectativas renovadas na população. O que legitima o Ministério Público nestes novos tempos é a coerência de suas intervenções, nível de segurança jurídica que produz e os impactos públicos e sociais concretos de suas ações”, frisou.
 
O esforço coletivo no enfrentamento da crise internacional provocada pela pandemia também foi destaque na fala do procurador-geral da República (PGR), Augusto Aras. Ele ressaltou a importância do trabalho do Ministério Público em defesa da sociedade e fez um convite “à tolerância, à solidariedade e responsabilidade social de todos, nesse momento tão crítico em nosso país”.  
 
Para o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, o diálogo entre os Poderes e instituições deve ser priorizado. “Interação de esforços, apesar do caminho do diálogo não ser o mais fácil, mas é sem dúvida o melhor a ser seguido. São tempos tão difíceis. Dividimos poderes, atribuições, mas, no final, só existem duas instituições numa pandemia: a dos vivos e a dos mortos”, frisou.
 
A procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei, que acompanhou a sessão da sede do MP-AP, em Macapá, agradeceu a confiança dos demais integrantes do colegiado, especialmente os da região  Norte, e renovou o compromisso de atuação sempre alinhada aos anseios e pautas nacionais do Ministério Público. “Os debates e deliberações que ocorrem no CNPG norteiam a nossa atuação e fortalecem a unidade de ação em todos os estados. O momento requer ainda mais união e colaboração entre todos. Sigamos nesse caminho”, desejou. 
 
 
Vices-Presidentes Regionais do CNPG (2020- 2021)
 
Vice-Presidente da Região Norte: Ivana Lúcia Franco Cei, Procuradora-Geral de Justiça do Estado do Amapá
 
Vice-Presidente da Região Nordeste: Francisco Dirceu Barros, Procurador-Geral de Justiça do Estado de Pernambuco
 
Vice-Presidente da Região Sudeste: Antônio Sérgio Tonet, Procurador-Geral de Justiça do Estado de Minas Gerais
 
Vice-Presidente da Região Centro Oeste: Aylton Flávio Vechi, Procurador-Geral de Justiça do Estado de Goiás
 
Vice-Presidente da Região Sul: Fernando da Silva Comin, Procurador-Geral de Justiça do Estado de Santa Catarina
 
Vice-Presidente do Ministério Público da União: Fabiana Costa Oliveira Barreto, Procuradora-Geral de Justiça do Distrito Federal e Territórios
 
*Com informações do MPMS/MPRS e CNPG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *