Eita. Temperatura política continua em alta na Assembleia Legislativa

Do G1 Amapá

Abinoan Santiago

Deputados concederam entrevista coletiva sobre suposta renúncia de Kaká Barbosa (Foto: Abinoan Santiago/G1)
Deputados concederam entrevista coletiva sobre suposta renúncia de Kaká Barbosa (Foto: Abinoan Santiago/G1)

O presidente afastado Moisés Souza (PSC) e o deputado Jaime Perez (PRB) serão denunciados ao Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap). Os parlamentares serão investigados por estarem supostamente por trás do protocolo feito nesta quarta-feira (30) de um termo de renúncia do presidente interino Kaká Barbosa (PT do B).

A medida de investigação foi anunciada na tarde desta quarta-feira pelo bloco de oposição a Moisés Souza. O grupo parlamentar comanda a Casa desde o afastamento do presidente em 1º de dezembro.

Moisés Souza (à esquerda) e Jaime Perez serão denunciado na Alap (Foto: Jaciguara Cruz/Decom/Alap)Moisés Souza (à esquerda) e Jaime Perez serão
denunciados na Alap (Foto: Jaciguara Cruz/Decom/
Alap)

Procurados pelo G1, o deputado Moisés Souza disse que procuraria saber o que os deputados falaram na entrevista coletiva para poder falar sobre o assunto e Jaime Perez informou que não está em Macapá para comentar o caso.

O documento protocolado na Alap mostra que Barbosa declara a renúncia ao cargo de 1º vice-presidente da Mesa Diretora para o biênio 2015-2017.

O termo de renúncia, no entanto, segundo os deputados, teria sido assinado por ele ainda em 2014 durante as negociações de composição de chapa para a presidência da Alap, e que o mesmo documento foi anulado pela Mesa Diretora, em 21 de dezembro.

Barbosa explicou à Mesa Diretora que a assinatura do pedido de renúncia aconteceu em “caráter coercitivo sob imposição do deputado Moisés Souza”, que “o condicionava a prover todas as decisões determinadas”, no caso de vacância da presidência da Alap em um eventual afastamento.

 

Para o deputado Pedro Da Lua (PMB), líder do bloco de oposição a Moisés Souza, o protocolo feito nesta quarta-feira tentou atrapalhar as investigações da Comissão Processante que apura as supostas irregularidades na gestão do presidente afastado.

“Desde de quando o deputado Moisés Souza foi afastado da Mesa Diretora, estamos tendo dificuldade para proceder as investigações da Comissão Processante. Se ele imagina que através dessas chantagens pode atrapalhar, isso não vai acontecer. Vamos dar sequência e ele será chamado”, declarou o parlamentar.

O deputado Jaime Perez também será denunciado ao Conselho de Ética por ter protocolado o documento em nome de Kaká Barbosa na secretaria da Assembleia Legislativa. Perez é aliado político de Moisés Souza na Alap.

“Tivemos a informação de que o deputado Jaime Perez veio protocolar o documento, sendo até filmado pelo irmão do deputado Moisés Souza, talvez para provar que ele veio fez aquilo que mandou o seu aliado político. Portanto, também deve sofrer o processo de investigação”, afirmou Da Lua.

Documento teria assinatura do deputado Kaká Barbosa (Foto: Reprodução)Documento teria assinatura do deputado Kaká Barbosa (Foto: Reprodução)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *