Égua não, olha, égua não, olha, égua não, olha, é-gua!

O Amapá perde Pádua Borges, o Lurdico da dupla “Os Cabuçus”. Humorista, compositor, mestre do humor caboco, genial em suas sacadas humorísticas sobre o cotidiano e a política.

Pádua foi um dos caras mais engraçados que conheci. Encontrá-lo era sempre certeza de muitas risadas e conversa boa.

Pádua faleceu na tarde desta quinta-feira, de um infarto fulminante, aos 49 anos.

Triste com sua partida, Pádua! Que Deus o receba com toda a glória.

Pádua

  • Também estou muito triste, gosto muito do humor dos Cabuçus, para mim os mais autênticos embaixadores da cultura cabocla.
    Paz e luz ao espírito de Pádua.
    Força e luz ao caro Nilson.

  • O Amapá ribeirinho, caboclo fica enlutado com a partida do nosso irmãozinho Cabuçu. Deus te ilumine eternamente amigo Lurdico.

  • NENHUMA PALAVRA PODERA EXPRESSAR ESTA DOR,POREM ME ALEGRO POR TER ESCUTADO E EM ALEGRADO COM O HUMOR MARAVILHOSO QUE CHEGAVA EM MINHA CASA PELO RADIO.O SENHOR NOS CONFORTA!!!!!

  • O Amapa perde um pouco de sua alegria nas tardes de todos os dias com os programas bem humorados deste “caboco”…Lurdico irá alegrar os moradores do céu…Seja feliz lá meu amigo.

  • Quem riu com as piadas e o jeito irreverente do nosso eterno LURDICO, hoje chora sua partida tão repentina. VÁ EM PAZ CABUÇU DO PÉ RACHADO, VÁ ALEGRAR O CÉU.

  • Lamentável a perda. Perdeu a família, a cultura e o povo amapaense. Meus sentimentos à família!

  • A cultura amapaense ficou menor. Conversar com o Pádua era sempre um refrigério para o corpo e alma. Em algumas ocasiões eu tive esse privilégio. Que o nosso Deus de amor e perdão o receba em sua glória. Leve ainda Senhor, muito consolo aos familiares e amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *