E o PT, hein?

O PT do Amapá vive novamente aquele seu dilema recorrente em todo ano eleitoral, pra decidir o destino local do partido, sem as pressões das alianças nacionais. Preço alto que paga o PT do Amapá por estar no mesmo estado de uma liderança nacional do porte de José Sarney, e que, em ano que disputa eleição, coloca o nosso pequenino Amapá na mesa de negociação nacional.

Não se sabe se Sarney vai querer puxar o PT para a coligação do PDT, de Waldez Góes, ou para Bruno Mineiro, sua nova aposta. Ou mesmo se vai encarar o desgaste de fazer o PT nacional enquadrar o partido aqui.

É tempo de pressão.

O PT faz parte do governo de Camilo Capiberibe e quer lançar a vice-governadora Dora Nascimento ao senado. O presidente do PT, Joel Banha, disse ao blog (semana passada) que a aliança com o PSB está mantida. Que era decisão tomada.

Dalva almoçou domingo na residência oficial, com o governador Camilo Capiberibe. Os dois disseram que a conversa foi boa, e mais não vazou.

O ex-deputado Lourival Freitas, ligado aos altos escalões do PT em Brasília, passou o final de semana em Macapá e disse na rádio Diário FM que a direção nacional do PT, leia-se, o Lula, quer aliança com Sarney no Amapá.

E no PT tem grupo quer ficar com o PSB, grupo que quer ir com Waldez Góes e grupo que quer coligar com Lucas Barreto.

Até as convenções, os dias (e noites) serão de muita movimentação, de ata e desata, de trairagens, de novos aliados, de conquistas e reconquistas.

É o jogo político-eleitoral

  • Acho que o Sarney vai dar o cheque-mate no Camilo. O PT vai ter que ir para onde o Sarney mandar.È indiferente que seja o Valdez, o Marba, ou qualquer outro, desde que não seja com o PSB. Alguém quer apostar?
    MUleke

  • Quero mais uma vez deixar meu comentário em relação a esse artigo. Creio que o Amapá merece mais do que uma disputa polarizada entre duas famílias, Goés e Capiberibes. Vimos nesses 20 anos muita coisa errada passando por improbidade, arrogância, nepotismo, e incompetência. Ë só olharmos para 20 anos atrás e vermos onde chegamos. Falam tanto de oligarquias, só faltava o Sarney trazer pra cá a filha Roseana, os filho Sarney jr. e aqui estaríamos completos. Essas famílias pensam só no tudo pela terra delas, querem poder e poder. Que venham novas caras, novas visões, e que esses que vão vir pensem no povo dessa terra. São vinte anos sofrendo nas mãos dessas famílias Goés e Capiberibe. Que venham Bruno Mineiro, Chelala, Moises Rivaldo e outros que possam mudar de verdade e tirar esse Estado desse lamaçal, dessa guerra familiar famigerada pelo poder. E que o povo sofrido seja o grande vencedor porque o Amapá merece mais.

  • Opinião pessoal: O do pouco que o Sarney faz pelo Amapá, já é o triplo que o Capi e o RR fazem.
    A não ser que provem o contrário.

    • Apesar de não ser simpático a Sarney tenho que concordar com você. Capi só faz falar dos outros e RR só quer aparecer, trabalho mesmo não vemos.

  • Quem mandar no Estado do Amapa é o povo guerreiro amazonida que nasceu aqui vai mostra nas urnas atraves de seu voto sua foca ao eleger a nova senadora do amapa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *