Do UOL. Enfermeiro chora por não ter UTI para pacientes: ‘me coloquei no lugar’…

Abinoan Santiago

Sem conseguir transferir pacientes para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o enfermeiro Emanoel Martins chorou ontem ao lado de pessoas que perderam parentes para o novo coronavírus. Todos estavam na Unidade Básica de Saúde (UBS) Lélio Silva, em Macapá, e aguardavam havia dias por um leito em um dos dois centros estaduais especializados para tratar a covid-19, que estão lotados.

Na UBS onde Martins trabalha, quatro pacientes com o novo coronavírus morreram à espera de um leito na rede estadual ao longo desta semana. Duas mortes ocorreram ontem. As unidades gerenciadas pela prefeitura de Macapá não têm leitos nem respiradores, pois atuam somente no caráter preventivo da covid-19. Com isso, precisam reter pacientes em suas dependências enquanto esperam vagas na rede estadual em centros especializados. Eles ficam no apenas sob oxigênio e ventilação mecânica manual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *