Do G1. Educadores lembram professor morto, cobrando mais segurança

Graziela Miranda Do G1 AP

Professores e alunos da rede estadual de ensino reuniram-se no final da tarde desta segunda-feira (1º), em frente ao Palácio do Setentrião, para cobrar do governo do estado mais segurança para a população. O ato foi em alusão à morte do professor Eduardo Ferreira, ocorrida na última sexta-feira (28), em Macapá. Ele foi vítima de uma tentativa de assalto.

Professores reunidos para cobrar mais segurança para a população (Foto: Graziela Miranda/G1)Professores reunidos para cobrar mais segurança
para a população (Foto: Graziela Miranda/G1)

De acordo com o professor Jorge Garcia, o assassinato do professor Ferreira provocou a classe do magistério, além de alunos, que querem pedir por paz nas ruas de Macapá.

“Nós perdemos um colega de profissão neste fim de semana e precisamos  de mais segurança”, pediu Garcia.

Segundo o professor, o policiamento tem que ser reforçado no período de pagamento nas áreas próximas às agências bancárias e aos caixas eletrônicos. “As áreas próximas às agências ficam muito perigosas. Precisamos de mais policiais nas ruas em épocas de pagamento”, pediu.

Após a manifestação em frente ao palácio, o grupo de professores e alunos se dirigiu até a Av. Feliciano Coelho, entre as ruas Jovino Dinoá e Leopoldo Machado, no bairro do Trem, local em que o professor Eduardo Ferreira foi morto. Lá, foram feitas homenagens e orações.

  • Acho legítimo reivindicar mais segurança. Mas acho também que os professores poderiam se dedicar mais pra ver se as notas do Ap no ENEM e nos outros indicadores de educação melhoram e deixam de ser a vergonha nacional que é ao longo de muitos anos. Vamos todos tomar um simancol. Isso vale tb para aqueles médicos que tem 2 contratos, plantões e sobreaviso e não dãos as caras para trabalhar, ou cumprindo muito menos do que os contratos rezam, deixando o povo à mingua nos postos e hospitais. É muito fácil cobrar, Quero ver é fazer sua parte.
    Muleke, Falei e disse

  • Boa Muleke, falta agora o governo fazer a parte dele, salas de aula lotadas, sem biblioteca, sem interesse dos alunos, faltando exames e remedios nos hospitais, falta o que governador?

  • Falta muita coisa sim na educação no país como um todo mais nos estamos no momento falando do serhumano que perdeu a vida e podia ser um ente dessas pessoas que comentaram acima ou abaixo acho melhor dizer abaixo! Eduardo aonde você estiver um pouco de você ficou dentro do coração de quem sempre te amou…conce

Deixe uma resposta para muleke Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *