Do G1

Clima fica tenso em manifestação e Bope é acionado para conter protesto

Tumulto começou em frente ao Palácio do Governo, no centro da capital
Polícia Militar estima mais de 20 mil manifestantes.

Do G1 AP

38 comentários
Policiais cercam manifestantes em Macapá (Foto: Gabriel Penha/G1)Policiais militares cercam manifestantes em Macapá (Foto: Gabriel Penha/G1)

Após caminhar pacificamente pelas principais vias da capital na tarde desta quarta-feira (19), os manifestantes que protestam contra o aumento da passagem de ônibus entraram em confronto com a polícia em Macapá. O clima segue tenso.

Manifestantes jogaram pedras nos prédios do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e na Prefeitura de Macapá. O prédio da Junta Comercial do Amapá (Jucap) foi invadido por volta das 20 horas.

Um oficial do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e uma policial feminina foram feridos com pedradas na cabeça. Manifestantes quebraram dois ônibus e uma viatura da polícia.

Manifestantes ateiam fogo em pedaços de madeira (Foto: Gabriel Penha/G1)Manifestantes ateiam fogo em pedaços de
madeira em Macapá (Foto: Gabriel Penha/G1)

Nas ruas liberadas pela polícia, manifestantes colocaram fogo em madeiras e armam fogueiras no meio da rua, fazendo barricadas e impedindo o trânsito. Um grupo arrombou o portão da Prefeitura Municipal de Macapá.

A confusão tomou conta da rua em frente ao Palácio do Governo. A polícia isolou o local, e os manifestantes entraram em confronto com a PM. Bombas de gás lacrimogênio, spray de pimenta e tiros de borracha foram disparados pelo Bope.

Manifestantes seguem jogando pedras, paus e objetos metálicos na polícia. Desespero e gritaria tomam conta da região central da cidade.

A Polícia Militar estima público de mais de 20 mil pessoas.

Policial atira contra manifestantes no centro de Macapá (Foto: Gabriel Penha/G1)Policial atira contra manifestantes no centro de Macapá (Foto: Gabriel Penha/G1)
Policiais formam barreira para se defender de manifestantes  (Foto: Gabriel Penha/G1)Policiais formam barreira para se defender de manifestantes em Macapá (Foto: Gabriel Penha/G1)
Manifestantes em confronto com o Bope, no Centro de Macapá (Foto: Gabriel Penha/G1)Manifestantes em confronto com o Bope, no Centro de Macapá (Foto: Gabriel Penha/G1)

 

 

  • Os vândalos infiltrados na manifestação são verdadeiros bandidos e, como tal, devem ser tratados pela polícia.

  • Por mais que os locutores, jornalistas da mídia local mostre e comente esse lamentável episódio no final do manisfesto, não tira o brilho da festa! Foi lindo ver o povo amapaense nas ruas para dar um basta a tanta politicagem e roubalheira. Estamos alertas! Chega de azul…amarelo…vermelho…Sarney e companhia. Queremos um Amapá e um Brasil para todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *