Do advogado Wagner Gomes, no Facebook

Passei minha infância e adolescência tendo como endereço a Av. Antônio Coelho de Carvalho, entre Hamilton Silva e Leopoldo Machado, que nós chamavá-mos de “atrás do Estádio Municipal Glicério Marques”, que hoje completa 68 anos de inauguração. O “Gigante da Favela”, como a crônica esportiva denominava o local, inicialmente, era cercado de madeira e em dias de eventos esportivos, a garotada tinha o prazer de assistir “furando” o cercado e desafiando a Cavalaria da Guarda Territorial. Lá presenciei, Exposição Agropecuária, touradas com o Mestre Amapá, torneios de luta livre com o “Príncipe Malaio”, e o “Cutruca” e outros tantos que me fogem da memória. Lá, também assisti a primeira apresentação do cantor Roberto Carlos, quando veio a Macapá. Tenho bons vizinhos daquela época. E encontrei recentemente com dois deles o José Carlos Silva Carneiro, o “Zeca “, filho da Dona Eunice, que há poucos dias completou 102 anos de idade, e o Romulo Simoes, filho do seu Anselmo e Dona Maria, grande desportista. Prá encerrar o comentário sobre este registro fotográfico feito pelo “Zeca”, lembro a estória de um amigo que conseguiu pular o muro, e já dentro do recinto, descobriu que o evento era de portões abertos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *