Distribuição da Kibon em Macapá, na Justiça

kibon_1

Se arrasta desde 2012 na 1ª Vara Cível de Macapá uma briga entre distribuidoras para o fornecimento exclusivo da marca kibon no estado.

A disputa pelo comércio local ocorre entre a Sofrio Comércio e Distribuição de Alimentos e Casa do Cozinheiro contra a Unilever Brasil e Empresa Brasileira de Distribuição.

As duas empresas que entraram com o processo na Justiça alegam ter celebrado o contrato de distribuição exclusiva da marca em 1999, com obrigação permanente de manutenção de câmaras frigoríficas, frota de veículos, contratação e manutenção de mão de obra especializada, fornecimento, em comodato, de conservadoras de frios aos estabelecimentos de revenda dos produtos, inclusive, sua gratuita pintura e manutenção preventiva e corretiva.

Essas mesmas condições foram mantidas até abril de 2012 pela sucessora Unilever Brasil, a qual confiou a distribuição, por mera logística, desde 2004, à Empresa Brasileira de Distribuição.

Segundo o processo que tramita na Justiça do Amapá, a briga teria iniciado em 2012 após a Unilever, “sem qualquer notificação prévia” ter informado às autoras da ação a “intenção de assumir a distribuição de sorvetes e congêneres da marca Kibon”, no Amapá, “quebrando, assim, a exclusividade das autoras, inclusive, com possibilidade de suspensão do fornecimento de tais produtos acaso não voluntariamente acatada a decisão”.

E o que tudo isso tem a ver com a gente? Se você gosta de Kibon, tente procura-lo nos estabelecimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *