Diretório do PSOL indica Charles Chelala pré-candidato ao governo.

O Diretório Regional do PSOL, reunido na última quinta-feira, indicou o nome do economista Charles Chelala, secretário de Governo da Prefeitura de Macapá, como pré-candidato do partido para disputar o governo do estado em 2014.

Chelala qualifica a disputa e o debate político, sem dúvida.

Chelala-Ceta-DSCF1346

  • Chelada é um quandro qualificado do PSOL e pode complicar a disputa para o cargo ao governo do estado. Escudado pelo senador Randolfe Rodrigues e pelo prefeito Clécio Luis, é um nome que pode empolgar o eleitoral. Jovem, bem relacionado e com trânsito nas camadas médias e baixa da sociedade, tem tudo para qualificar a disputa ao executivo. Não é um nome queimado e não há nem um envolvimento de seu nome em esquemas ilícitos e fraudulentos. Tais pré-requisitos são fundamentais para quem quer se eleger a um cargo eletivo. Não possui nenhuma rejeição e pode ser o desaguadouro de todos aqueles que estão descontentes, excluídos e que desejam ver o atual gestor do Estado sem uma reeleição. Mas Chelala te prepara, pois muitos já começam a tramar contra sua candidatura, produzindo inverdades e fazendo queimação da sua candidatura.

    • Apesar de serem bem traquinos, eles ainda não inventaram a borracha para apagar conhecimento, inteligência, sabedoria e, principalmente caráter, até porque eles não sabem o que é isso tudo.

  • Apesar de serem bem traquinos, eles ainda não inventaram a borracha para apagar conhecimento, inteligência, sabedoria e, principalmente caráter, até porque eles não sabem o que é isso tudo

  • Eu me pergunto qual o verdadeiro sentido dessa candidatura? Em 2010, contrariando a vontade do PSB, Randolfe se candidatou ao senado, tendo o apoio de Lucas Barreto. Em 2012, Clécio, indo contra o PSB que queria apoio para Cristina Almeida, se candidatou a prefeitura. Todo mundo sabe que Cristina Almeida usou tudo para vencer Clécio, inclusive aquele episodio da esposa dele. Aí, quando todo mundo achava, inclusive eu, que eles haviam rompido com os outros dois grupos políticos que afundaram esse estado, Goes e Capiberibes, eles agora aparecem como unha e carne. Isso é ética? Isso é respeito aos eleitores que como eu, votaram por uma mudança verdadeira? O PSOL mostra-se um partido como outro qualquer, apenas está interessado em se manter no poder. Vai afundar junto com todos esses políticos corruptos que sugam o Amapá. Falo isso com tristeza, pois via em Clécio e Randolfe potencial para comandar os novos rumos desse estado, entretanto não conseguem se desvencilhar de uma oligarquia arcaica que como tantas outras somente visa o bem de seus familiares. Será que essa candidatura não é mais uma manobra desses dois grupos que na verdade são um?

  • Como diria meu amigo Nietzsche: a política é um negócio para além do bem e do mal, onde finalmente vemos o crepúsculo dos ídolos, abatidos a golpes de martelo, quando tentaram atravessar a ponte que os separava do super-homem.
    Ou seja, o PSTU tem razão, são todos farinha do mesmo saco.
    Camilinho vai à m… O PSOL lança seu candidato. Dinheiro tem. Taí o contratão do lixo. Isso me cheira a PT de Celso Daniel. É o mesmo mecanismo.

Deixe uma resposta para Corrêa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *