Deu na Veja

Radar On Line

Coluna do Lauro Jardim

A turma de Sarney

Sarney e seus aliados

José Sarney está vendo a hegemonia de seu clã ir para o vinagre no Maranhão. No Amapá, embora tenha desistido de tentar a reeleição por medo de ser derrotado, Sarney continua atuando.

Os principais aliados do peemedebista ostentam fichas criminais de respeito ou, na melhor das hipóteses, episódios para lá de constrangedores.

Na semana passada, Sarney posou para uma foto com sua turma da pesada em Macapá. Ao seu lado, da esquerda para a direita, estão:

* Moisés Souza (PSC), deputado estadual e candidato à reeleição. Como presidente de Assembléia Legislativa do Amapá, foi afastado da cadeira por suspeitas de corrupção;

* candidato a governador pelo PDT, Waldez Góes, preso numa operação da Polícia federal em 2010, acusado de integrar uma quadrilha de desvio de dinheiro da educação;

* Gilvam Borges, do PMDB, tenta voltar ao Senado. Borges, quando era senador, empregou sua mulher e sua mãe no gabinete e justificou a escolha: “Uma dorme comigo e a outra me pariu”;

* Roberto Góes, ex-prefeito de Macapá do PDT, que também foi preso pela PF no exercício do mandato, em 2010, e agora tenta uma cadeira de deputado federal.

Por Lauro Jardim

  • Agradeçam ao judiciário por isso, o Tribunal Regional Eleitoral e o Tribunal de Justiça do Amapá são os maiores responsáveis por esta situação.
    A justiça do Amapá é a mais célere do Brasil segundo o CNJ, e é verdade, é a mais célere e mais agressiva sim, para os Pobres, Pretos e Putas, porém é lenta e mansa contra os grandes poderosos do estado, aqueles que de fato fazem mal para toda coletividade.
    “Justiça sem credibilidade é pior que não ter justiça”

  • O que falar dessa cena? Esse, que vê o barco afundar lá no Maranhão, tenta mais uma vez; com essa cara de pau, enganar o povo do Amapá; me engana (o povo) que eu gosto.

  • ‘Minha Nossa Senhora da Conceição’ em nome de seu “Filho Jesus Cristo”, estenda o seu Manto Sagrado sobre todo o Estado do Amapá, e proporcione sabedoria suficiente para o Povo Amapaense, através do voto, eliminar de uma vez por toda do nosso caminho, pelo menos estes aí do retrato postado, caso contrário, vão vender até a Fortaleza São José de Macapá.
    Abs. Matta.

  • Essa foto e o fato em q eles estão envolvidos, mostram a inversão de valores morais, ou seja,ganha quem mente mais e presta quem desvia mais.

Deixe uma resposta para Edinaldo Batista Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *