Décimo dos servidores da ALAP: Kaká diz que foi possível pelas medidas austeras que tem tomado na presidência da Casa. #Oremos

O presidente da Assembleia Legislativa do Amapá (ALAP), deputado Kaká Barbosa (PTdoB) manifestou-se na sexta-feira (08) por meio de nota, para anunciar o pagamento da primeira parcela do 13º salário de todos os servidores do Legislativo. O presidente diz que, em meio a crise, a sua gestão faz todo o esforço para organizar a gestão orçamentária e financeira do Parlamento Estadual em seu primeiro semestre como dirigente da Casa.

Veja a nota:

Nota à Imprensa

A Assembleia Legislativa do Amapá, por meio de seu presidente, deputado Kaká Barbosa, do PT do B, anuncia a liberação nesta sexta-feira (8) do pagamento da primeira parcela do 13º salário dos servidores do Parlamento Estadual, sejam efetivos, comissionados e contratados.

Trata-se de uma rotina administrativa, é bem verdade, mas que para o novo dirigente da ALAP tem uma enorme importância, dada a conjuntura econômica do país, do estado e, principalmente, pela forma com que teve que assumir em dezembro último, a gestão da Casa em sua mais grave crise.

Kaká Barbosa disse ter determinado aos setores de planejamento, administrativo e financeiro, completo levantamento das contas e do passivo herdado com pessoal, fornecedores e também junto ao fisco, contribuições, encargos e instituições de crédito, de modo a equacionar todas elas e iniciar os pagamentos dentro da realidade orçamentária e financeira.

Paralelamente a tudo isso, foi instaurado processo de reforma administrativa e enxugamento de gastos, com um esforço adicional para reservar mensalmente recursos que garantam o pagamento da gratificação natalina dos trabalhadores, cuja antecipação semestral está sendo liquidada nesta sexta-feira, por meio da rede bancária, um aporte também na economia do estado e do comércio, no valor de R$ 2.793.627,02 (dois milhões, setecentos e noventa e três mil, seiscentos e vinte e sete reais e dois centavos).

Por fim, o dirigente da ALAP faz um agradecimento especial aos deputados e deputadas que lhe confiaram mais que o voto de confiança que resultou em sua efetivação como presidente, mas a decisiva coparticipação na gestão, o que possibilitou o resgate na prestação de serviços à comunidade, bem como da autoestima dos trabalhadores, assessores e demais profissionais que integram o Parlamento Estadual.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *