Davi viabiliza mais de R$ 83 milhões para obras de infraestrutura em Macapá

 

O atual presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre, foi o responsável pela liberação dos convênios para a prefeitura de Macapá junto à Caixa Econômica Federal em Brasília.

A prefeitura de Macapá assinou, nesta sexta-feira (3), onze contratos que liberam recursos, junto à CEF, para a realização de obras de infraestrutura, mobilidade e trafegabilidade na capital amapaense. Davi foi o responsável pela liberação dos convênios extras intermediando o pedido para a prefeitura, junto ao banco, em Brasília.

A cerimônia aconteceu na sala de reuniões do executivo municipal e, além do senador amapaense e do prefeito Clécio Luis, contou com a presença do superintendente interino da Caixa Econômica no Amapá, João Denilson, deputados estaduais e vereadores de Macapá.


A somatória dos contratos totaliza mais de R$ 83 milhões em investimentos. O objetivo é melhorar as condições das vias urbanas de Macapá, investindo os recursos em serviços de trafegabilidade, sinalização semafórica e facilitar o deslocamento para a população em diversos bairros e avenidas da capital, onde a recuperação se faz urgente. Dez dos onze convênios, aproximadamente R$ 73,6 milhões, serão aplicados na execução de serviços de pavimentação, revitalização asfáltica, drenagem profunda, construção de calçadas, meios-fios e na implantação de sinalização de trânsito pelas vias dos bairros Pacoval, Liberdade, Infraero 2, Renascer, Novo Horizonte, distrito da Fazendinha e ao entorno da Orla de Macapá. Beneficia também os moradores das ruas e avenidas São José, Eliézer Levi, Odilardo Silva, Padre Júlio Lombaerd e Cora de Carvalho.

EXTRAORÇAMENTÁRIO

“Esse recurso foi fruto do nosso trabalho de articulação e prestígio em Brasília para termos uma cidade melhor e um estado melhor. É o maior investimento em pavimentação asfáltica da história de Macapá nos últimos 30 anos e isso me deixa muito feliz, pois estamos realizando obras importantes para o nosso povo. A prova disso é que, em apenas três dias deste novo ano, já estamos assinando esses contratos junto à Caixa, que asseguram R$ 83 milhões, extraorçamentários, para que a prefeitura possa dar mais um passo rumo ao desenvolvimento. Milhares de empregos serão gerados com essa obra. É benefício aliado a geração de emprego e renda. Estamos trabalhando em muitas frentes e continuaremos persistindo em prol da nossa capital e do nosso Amapá”, ressaltou Alcolumbre.

Atendendo a uma reivindicação antiga dos macapaenses, as obras para a construção do elevado na rotatória da Unimed, facilitando o deslocamento dos moradores do município de Santana e da Fazendinha pela avenida JK com a Hildemar Maia, também foi incluída no plano de obras. O investimento, segundo o prefeito Clécio Luis, é de R$ 9,5 milhões, e a previsão é de que os serviços se iniciem ainda neste primeiro semestre.

CLÉCIO AGRADECE

“Ganhando essas obras de mobilidade, vamos ganhar também o nosso elevado, que vai desafogar o fluxo de trânsito na rotatória próximo ao momento do Marco Zero do Equador. Macapá e o Amapá se transformarão em um grande canteiro de obras, pois nunca antes na história recebemos tantos recursos para a infraestrutura viária e mobilidade urbana. Há sete anos que, praticamente, a gente só vem tapando buracos, e agradeço ao presidente Davi pelos recursos que ele conseguiu para invertermos o jogo e reestruturar as vias que são fundamentais para a circulação de pessoas e transportes de cargas em Macapá”, pontuou Clécio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *