Da Revista Veja

Coluna Radar On line

Randolfe quer abrir a caixa-preta

No comando da CPI do Ecad, Randolfe Rodrigues diz ter colhido evidências que poderão complicar José Antônio Perdomo, considerado pelos senadores o portador de todos os segredos do direito autoral no país. Contratos sigilosos de direitos autorais lavrados por Perdomo com escritórios internacionais estariam na mira da CPI.

Descontente com a falta de colaboração de Perdomo e do próprio Ecad, Randolfe aprovou hoje requerimento solicitando a quebra de sigilo fiscal do Ecad e de sua diretoria.

Randolfe diz que a medida poderá ser estendida a Perdomo, caso seu depoimento, marcado para quinta-feira, não seja esclarecedor. A CPI ainda estuda pedir a abertura das contas bancárias do Ecad e de Perdomo. Diz Randolfe:

– Temos elementos suficientes para pedir a quebra do sigilo fiscal. Vamos ver se há condições de pedir o bancário também.

Por Lauro Jardim

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *