• É isso mesmo minha comadre, morar no Laguinho é mágico, somos abastecidos de cultura por onde andamos. Venha sempre a Manoel da Nóbrega, mangueiras estão carregadas e os jardins floridos. Bj

  • Por falar nisso, as mangas fiapentas e azedas, que comíamos com sal pouco se vê. Agora só tem aquela manga doce (gostosa por sinal) que nao relembra nossa infância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *