Crise em Santana

Está prevista para quinta-feira (21) uma reunião com a cúpula de governo de Santana para definir a forma como serão feitos os pagamentos dos servidores públicos do município.

Se o início do ano foi ruim para o governo do Amapá, pior está em Santana. Lá, por causa de um empréstimo feito em dólar em 2008, a dívida cresceu de R$ 2 milhões para R$ 8 milhões devido a valorização da moeda norte-americana. Além disso, foi dado com garantia aos credores o dinheiro do FPM.

Outra encruzilhada são os precatórios. Todo mês serão bloqueados a partir de janeiro R$ 1,5 milhão dos cofres dos municípios. Até ano passado eram R$ 600 mil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *